Se eleito, Lula diz que vai mudar política de preços da Petrobras

Estatal segue atualmente preço internacional do Petróleo, mudança implementada no governo provisório de Michel Temer (MDB)


O ex-presidente Lula (PT) disse nesta terça-feira, 30, que vai alterar a política de preços da Petrobras, caso assuma a presidência em 2023. Em entrevista à Rádio Gaúcha, o petista defendeu que a estatal deve priorizar o lucro para o povo brasileiro.

A atual política de preços da petroleira segue o mercado internacional do petróleo, mudança implantada durante o governo de Michel Temer (MDB). O modelo tem levado a constantes aumentos dos combustíveis nas refinarias e, consequentemente, para os consumidores.

A alta nos preços é ainda um dos fatores da alta da inflação, questão que afeta a qualidade de vida dos brasileiros e reduz a popularidade do governo de Jair Bolsonaro (PL).

"Digo em alto e bom som: nós não vamos manter essa política de preços de aumento do gás e da gasolina que a Petrobras adotou por ter nivelado os preços pelo mercado internacional. Quem tem que lucrar com a Petrobras é o povo brasileiro", disse Lula .

PARCEIROS