Polícia Civil deflagra operação contra lavagem de dinheiro e corrupção em quatro cidades do Ceará

Grupo criminoso é investigado por utilizar empresas laranjas para ganhar licitações milionárias

A Polícia Civil deflagrou, na manhã desta terça-feira (6), a Operação Hasta contra uma organização suspeita de lavagem de dinheiro e fraudes em licitações milionárias nas cidades de Fortaleza, Itatira, Caucaia e Pacatuba.

Há suspeita de participação de servidores públicos e políticos, segundo a Polícia Civil. Foram cumpridos quinze mandados de busca e apreensão nas quatro cidades, além de 38 sequestros de veículos, um sequestro de imóvel e bloqueio de ativos financeiros em centenas de contas bancárias nas quatro cidades cearenses.

As investigações apontam que o grupo, comandado por membros de uma mesma família, tinham empresas no nome de laranjas para concorrer e ganhar licitações nos municípios. As empresas arrecadaram R$ 133 milhões em licitações nos últimos oito anos.

Os suspeitos podem ser investigados por fraude à licitação, peculato, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

A operação foi coordenada pela Delegacia de Combate à Corrupção (DECOR), com apoio do Laboratório de Tecnologia Contra Lavagem de Dinheiro– LAB-LD/PCCE e Delegacia de combate à lavagem de Dinheiro - DCLD.

Os mandados e ordens judiciais foram expedidos pela Comarca de Canindé.