REUNIÃO SEDUC: APEOC COBRA PENDÊNCIAS E REITERA POSIÇÃO CONTRÁRIA AO TERMO QUE CONDICIONA VACINAÇÃO DE EDUCADORES

SEDUC afirma que também é a favor da revogação de termo. 

Conselho se reunirá amanhã

O Sindicato APEOC e a SEDUC se reuniram na manhã desta segunda-feira (31) para discutir pendências do processo de promoções com e sem titulação, ampliação definitiva, convocação de novos concursados e vacinação dos profissionais da educação.
Veja o que ficou encaminhado:
1 - PROMOÇÕES SEM TITULAÇÃO: Está mantido o compromisso do governo de implantação em junho, beneficiando cerca de 7.000 professores da rede estadual.

2 - PROMOÇÕES COM TITULAÇÃO: Os processos estão sendo analisados pela SEDUC e encaminhados à SEPLAG;

3 - AMPLIAÇÕES DEFINITIVAS: Cobramos agilidade na publicação das ampliações. SEDUC alegou dificuldade de pessoal, mas que irá reforçar a equipe para concluir o processo. Professores aprovados na ampliação já estão com sua lotação definida, só aguardando publicação.

4 - CONVOCAÇÃO: O Governo Estadual reafirmou compromisso da convocação de 1250 novos concursados em junho e manteve o indicativo de convocação para realização de perícia médica no dia 15.

5 - VACINAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: Nosso sindicato reiterou indignação quanto ao condicionamento da vacinação dos profissionais da educação à assinatura de termo para retorno às aulas presenciais em agosto.

Para Anizio Melo, presidente do Sindicato APEOC, "essa chantagem e imposição desconsidera todo o processo de negociação acumulado entre a categoria e o governo e não leva em conta a realidade de cada escola quanto à segurança sanitária para toda a comunidade escolar".

A SEDUC, através da secretária Eliane Estrela, também se mostrou favorável à revogação da obrigatoriedade do termo. O Comissão Intergestores Bipartite (CIB) irá se reunir na tarde desta terça-feira (1) e deve rediscutir o tema.

Continuaremos travando a luta pela vida, por uma vacinação ampla, geral e irrestrita, sem chantagem aos profissionais da educação e com a garantia de equipamentos necessários para a oferta efetiva do ensino virtual, tanto para professores quanto para alunos.

Participaram da reunião o presidente Anizio Melo, o vice-presidente, Reginaldo Pinheiro, a secretária de assuntos financeiros, Penha Alencar, o secretário-geral, Helano Maia, o secretário de comunicação, Alessandro Carvalho, o assessor jurídico, Ítalo Bezerra, a secretária da Educação, Eliana Estrela, a coordenadora da COGEP, Marta Emília, e a assessora jurídica, Talita Ferreira.