29M: Milhares ocupam Paulista, em São Paulo, por ‘Fora Bolsonaro’

Concentração ocorre no vão-livre do Masp e já ocupa quatro quarteirões da avenida

Crédito da Foto: Mídia Ninja
Milhares de manifestantes fecharam parte da Avenida Paulista, localizada no centro de São Paulo, na tarde deste sábado (29), em protestos pelo ‘Fora Bolsonaro’, parte dos atos do 29M. A concentração acontece no vão-livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp).

A manifestação se espalha por quatro quarteirões da avenida. Assim como em outras 200 cidades pelo mundo, os atos são convocados por movimentos populares reunidos nas frentes Povo sem Medo e Brasil popular, e também por movimentos estudantis, centrais sindicais e coletivos independentes. Pela manhã, houveram atos em capitais como Rio de Janeiro, Salvador, Belo Horizonte e Recife.

Crédito da Foto: Mídia Ninja
Durante a concentração do 29M, em São Paulo, o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e a União Nacional dos Estudantes (UNE) distribuíram máscaras PFF2. Houve também oferta de álcool em gel e a recomendação para distanciamento.

O secretário-geral da CUT-SP, Daniel Calazans, defende que o ato precisa ser realizado para frear o genocídio do governo Bolsonaro. “Estamos na luta na defesa do direitos dos trabalhadores, da vida e de um salário digno. Nós queremos apenas viver durante a pandemia, para isso é preciso vacina já e auxílio emergencial justo para todos”, disse ao perfil da CUT.