Página Poética - A poesia extrapolada de Torquato Neto ( o Anjo Torto )

Biografia de Torquato Neto

Por Rebeca Fuks

Torquato Pereira de Araújo Neto marcou época tendo sido um importante jornalista, compositor, cineasta e ator brasileiro.

O artista nasceu em Teresina (Piauí) no dia 9 de novembro de 1944.

Infância

Filho de um promotor público, Torquato foi criado em Teresina e se mudou para Salvador em 1961.

Carreira - Jornalismo

Em 1961, Torquato resolveu deixar Salvador rumo ao Rio de Janeiro para cursar jornalismo na Faculdade Nacional de Filosofia. Seu primeiro trabalho foi no Jornal dos Sports onde atuou como crítico musical do suplemento O Sol.

Depois de voltar do exílio político na Europa foi contratado em 1971 para trabalhar como jornalista no jornal Última Hora onde criou a famosa coluna Geleia Geral (onde dissertava sobre poesia, cinema e música).

Composições musicais

Em paralelo com a carreira de jornalista, Torquato escrevia uma série de composições.

O rapaz trouxe da capital baiana uma série de amigos como Caetano Veloso, Gal Costa, Gilberto Gil e Maria Bethânia.

Foi a partir do reencontro com Gil, em 1966, que ambos resolveram criar Louvação, que ganhou a voz de Elis Regina e Jair Rodrigues.

Uma outra parceria importante foi feita com Edu Lobo, com quem criou a música Pra dizer adeus.

Com Caetano compôs Nenhuma dor, com Gil Geleia Geral e Minha senhora e zabelê e com Carlos Pinto Todo dia é dia D. Outro clássico que compôs foi Go Back, gravada pelos Titãs.

Torquato e os amigos levaram a frente o projeto Tropicália, que foi revolucionário para a música popular brasileira.

Ditadura militar

Inquieto e contestador, Torquato Neto sofreu com os anos de chumbo. Depois de ver os amigos Caetano e Gil serem presos, o jovem decidiu deixar o Brasil em 1968.

O criador se exilou em Paris e Londres e regressou ao país em 1971.

Problemas de saúde

Enfrentando uma severa dependência alcoólica e uma série de crises de depressão, Torquato buscou ajuda se internando em diversos sanatórios para fazer tratamentos psiquiátricos.

Vida pessoal

Aos 22 anos Torquato se casou com Ana Maria Silva de Araújo com quem teve um filho único (Thiago, que nasceu em 1970).

Morte

Sem conseguir uma melhora no quadro de alcoolismo e depressão, Torquato acabou por se suicidar em casa, no Rio de Janeiro, quando completou 28 anos.







PARCEIROS