Rodrigo Vianna: militares assinaram a nota dos três patetas

"O País está paralisado pela chantagem de militares que não têm projeto para o Brasil", disse o jornalista Rodrigo Vianna, na TV 247, em resposta à carta assinada por Jair Bolsonaro, Mourão e Fernando Azevedo que ameaça a democracia brasileira.'

O jornalista Rodrigo Vianna classificou como a "nota dos três patetas" a carta assinada por Jair Bolsonaro, pelo vice-presidente, Hamilton Mourão, e pelo ministro da Defesa, Fernando Azevedo, neste sábado (13) que ameaça a democracia brasileira.

Vianna afirmou que "o País está paralisado pela chantagem de militares que não têm projeto para o Brasil", e disse que os militares não podem ficar flertando com o golpe eternamente. "Achei gravíssima essa nota dos três militares. Acho que nós deveríamos tratar como os três patetas. O doutor Ulysses Guimarães chamava a Constituição de 67, que era a Constituição dos milicos, de a 'Constituição dos três patetas'. Esses três assinaram a nota dos três patetas. Nós temos que obrigar esses militares a se exporem mais, eles estão fazendo uma chantagem permanente com o Brasil. Chega".

"Eles querem fazer chantagem? Então venham, venham para campo aberto, façam, implantem a ditadura aberta, porque eles vão ter que pagar o preço por essa ditadura, vão ter que colocar o nome deles na história, é isso que eles estão fazendo. Eles estão com medo porque uma parte da elite brasileira já percebeu que ou enfrenta o bolsonarismo ou todo mundo vai ser engolido, então há um processo no Judiciário de contenção do bolsonarismo, e aí os três militares, o presidente, o vice e o ministro da Defesa, assinam uma nota ameaçando os outros poderes de intervenção. Então façam a intervenção, venham para cima, completem o serviço", concluiu.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

Pages