Em conversa com blogueiros, Lula desafia Moro para debate na Globo e detona Bolsonaro 'genocida'

Na tarde desta quinta-feira (11), o ex-presidente Lula participou de entrevista coletiva com blogueiros progressistas e youtubers. Em mais de duas horas de conversa transmitida ao vivo, o líder político respondeu a perguntas sobre os erros e acertos do período de governança petista e criticou Bolsonaro na condução do combate à pandemia da Covid-19.

Fora Bolsonaro

Logo no início, Lula foi questionado sobre as possíveis saídas políticas da oposição para o enfrentamento ao governo de Jair Bolsonaro (sem partido). O ex-presidente, então, foi firme ao dizer que é necessário tirar Bolsonaro via impeachment e que qualquer outro caminho que não passe pelo “Fora Bolsonaro” é frágil.

“Muita gente que defende a criação de uma ‘frente’ não defende o impeachment. Não defende a mudança do governo, da política econômica. Ora, frente contra o que, então? O ideal seria uma frente para tirar Bolsonaro e Mourão e fazer novas eleições”, diz Lula.

Em meio a críticas sobre as medidas do atual presidente que retrocedem políticas afirmativas, Lula destaca que Bolsonaro sempre mostrou o que é: “ele já era isso quando esteve por 27 anos no parlamento, nunca gostou de democracia, dos negros, das mulheres, dos indígenas, de preservação ambiental”. E completa “em menos de um ano de governo a sociedade percebeu que elegeu um monstro?”.

O ex-presidente defende que a maneira mais democrática para afastar Bolsonaro é pressionar o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM/RJ), para a abertura de um dos processos de impeachment protocolados (já são 35, e mais sete pedidos de abertura de CPI) e, em seguida partir para aprovação de novas eleições. “E não precisam ter medo do Lula, porque estou inelegível nesse momento”, conclui.

Lula também destaca que existe a possibilidade de o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgar o processo que diz respeito ao uso de fake news durante a campanha eleitoral “se tiver argumento jurídico e coragem política para isso”, pondera. “O povo tem que ter chance de votar em um ser humano civilizado, um ‘ser humano ser humano’, um ser humano humanista, com coração, alguém preocupado com os pobres desse país”, diz Lula.

Coronavírus

Com uma curva ascendente no número de casos, o Brasil já contabiliza mais de 40 mil óbitos registrados como Covid-19, sem contar as mortes não registradas – devido à falta de testagem em massa, o país apresenta um cenário amplo de subnotificação.

“Ele [Bolsonaro] vai ter, historicamente, responsabilidade pelo genocídio com a quantidade de mortes que estão ocorrendo por conta do coronavírus porque ele está sendo irresponsável no trato de uma guerra que a gente não tem controle e nem pode ver o inimigo”, alerta Lula.

Para a liderança petista, era necessário que, logo no surgimento da doença, fossem puxadas reuniões de trabalho entre os governadores, o ministro da saúde, secretários de saúde dos estados e municípios para organizar uma força-tarefa de combate à pandemia. E que houvesse reconversão de linhas de produção da indústria para a produção de insumos. Lula é a favor das medidas de isolamento social e citou outros exemplos no mundo, onde a quarentena começou de forma tardia e houve o agravamento da disseminação do vírus. Sobre o caso brasileiro: “poderíamos ter evitado isso”, opina.

Moro e Rede Globo

“Eu estou provocando o Moro e o Dallagnol pra debater comigo, ao vivo. Se a Globo quiser fazer, eu topo. Porque é preciso desmascarar esses canalhas e mostrar o que eles fizeram ao país”, sugere o ex-presidente.

Lula destacou os objetivos escusos de Sérgio Moro enquanto juiz de seu caso, e denuncia que “a máscara caiu” quando Moro aceitou ser ministro de Bolsonaro. “Agora ele quer que a justiça seja igual para todos, quer presunção de inocência, tudo o que ele me negou”, relata.

Por fim, ainda na relação da maior emissora comercial do país com a política, Lula desabafa: “A Globo está com um problema porque, além disso, estão preparando o Luciano Huck. Farei das tripas coração para não deixar o candidato da Rede Globo ganhar as eleições. Serei um soldado, um guerreiro para que ganhe um brasileiro que tenha compromisso com o Brasil”.

Assista à integra da live:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

Pages