Lula pede desculpas após frase sobre coronavírus: “Infeliz, não cabia”


Ex-presidente se desculpou por ter dito, em entrevista à Carta, que ‘ainda bem que a natureza criou esse monstro chamado coronavírus’

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se desculpou, na tarde desta quarta-feira 20, por uma frase dita durante a entrevista ao vivo que concedeu a Mino Carta no canal de CartaCapital no Youtube, nesta terça-feira 19. Na ocasião, na tentativa de mostrar a importância do Estado em épocas de crise, Lula disse que “ainda bem que a natureza, contra a vontade da humanidade, criou esse monstro chamado coronavírus”.

Hoje, em nova entrevista ao vivo, o ex-presidente se retratou: “Na verdade, tentei usar uma palavra para explicar que, depois de tão menosprezado no Brasil desde a sua criação, em 1988, é no auge da crise que a gente começa a descobrir a importância de uma instituição pública que cuida da saúde, como o SUS. Foi isso o que eu tentei dizer e utilizei uma frase totalmente infeliz, que não cabia”, explicou.

“Se algumas pessoas ficaram ofendidas com a frase, peço desculpas. A frase não cabia naquilo que eu queria falar. Queria apenas dizer que o Estado, somente o Estado, é capaz de resolver problemas graves que o mercado nunca vai resolver”, complementou. “Eu sou uma pessoa movida a coração e sei o sofrimento que causa a pandemia, sei o sofrimento que causa ver seus parentes serem enterrados sem sequer poder acompanhar.”


Usei uma frase totalmente infeliz. E a palavra desculpa foi feita pra gente usar com muita humildade. Se algum dos 200 milhões de brasileiros ficou ofendido, peço desculpas. Sei o sofrimento que causa a pandemia, a dor de ter os parentes enterrados sem poder acompanhar.
8.587 pessoas estão falando sobre isso

A íntegra da conversa entre Lula e Mino Carta, transmitida ao vivo no Youtube, pode ser assistida abaixo:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

Pages