Brasil bate novo recorde e registra 615 mortes em 24 horas

País já tem mais de 8,5 mil óbitos e 125 mil casos confirmados

O Ministério da Saúde confirmou novas 615 mortes pelo novo coronavírus em 24 horas. Com o registro, o Brasil bate novo recorde diário. Na terça-feira 5, o país também contabilizou o número recorde de 600 óbitos em um dia.

A pasta identifica, no total, 8.536 óbitos em todo o território. A taxa de letalidade é de 6,8%. O levantamento também constatou mais 10.503 infecções de um dia para o outro. No total, o Brasil já tem 125.218 diagnosticados.

O governo também informou que 51.370 pessoas se recuperaram da doença, número que representa 41% do total de diagnósticos.

Estado com maior letalidade no país, São Paulo já tem 3.045 vítimas fatais e 37.853 casos confirmados. O governador João Doria (PSDB) decretou luto no território paulista, com a ultrapassagem de 3 mil óbitos.

O Rio de Janeiro é o segundo estado mais afetado pelo vírus, com 1.025 mortes e 13.295 contaminados. A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) recomendou que o governo de Wilson Witzel (PSC) adote lockdown no território fluminense.

Em seguida, aparece o Ceará, com 848 mortes e 12.304 casos. O governador Camilo Santana (PSC) já decretou medidas mais duras de restrição de circulação para conter a doença.

Pernambuco aparece após o Ceará, com 803 vítimas fatais e 9.881 casos. Depois, vem o Amazonas, com 751 óbitos e 9.243 contágios.

Diante do crescimento dos índices de mortes e casos, o ministro da Saúde, Nelson Teich, declarou nesta quarta-feira 6 que a pasta cogita adotar o lockdown em regiões com maior incidência do novo coronavírus.

.

Pages