Bolsonaro desafia STF e diz que não entregará celular: "só se fosse um rato"

Em entrevista à Jovem Pan, Bolsonaro afirmou que não vai entregar o celular, caso seja obrigado pela justiça. Ele disse: “só se o presidente da República for um rato pra entregar o telefone. Jamais entregaria um celular numa situação dessa. Só se fosse um rato pra entregar o telefone”

Nem com a divulgação do vídeo comprometedor que pode derrubar o governo, Bolsonaro atenuou seu discurso afrontoso às instituições e leis do país. Em entrevista à Jovem Pan, ele disse que não vai entregar o celular, caso seja obrigado pela justiça. O ex-capitão afirmou: “só se o presidente da República for um rato pra entregar o telefone. Jamais entregaria um celular numa situação dessa. Só se fosse um rato pra entregar o telefone” 

Bolsonaro classificou o pedido do STF à PGR como “uma aberração, um ultraje, uma irresponsabilidade”.

Ele ainda acrescentou: “imagina um telefone e eu entrego ele e vai para o senhor Celso de Mello e ele resolve divulgar ligações com chefes de estado, autoridades daqui ou trocas de ‘zap’? Não tem cabimento. Ele divulgou 99% da fita [da reunião ministerial]. É uma aberração, um ultraje, uma irresponsabilidade alguém querer ter acesso ao telefone funcional meu.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

Pages