Diário do Bolso | Comigo não tem mimimi. Morreu, enterrou, acabou.

- E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias mas não faço milagre.

Foi isso que eu falei ontem, Diário, quando falaram que a gente tinha ultrapassado a China em números de mortes pela doença. Grande resposta! Disse que eu não tinha nada a ver com isso e ainda fiz piadinha.

Comigo não tem mimimi. Morreu, enterrou, acabou. Se não é da minha família, tô pouco me lixando. Essa história de se colocar no lugar do outro é coisa de gay ou de comunista. Eu sou só eu, talkei?

Olha, Diário, ultimamente estou usando bastante esse tal de “E daí?”. Está até nos trending topics do Twitter. Acho que vai ser o bordão do meu governo. Será que dá para mudar o “Ordem e progresso” da bandeira por “E daí?”? Vou consultar o novo ministro da justiça.

Mas o que eu gostei mesmo foi a piadinha com o nome Messias. Estou até pensando que eu podia usar sempre isso. Assim, ó:

- O povo tem fome? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias mas não multiplico pães.

- Teve enchente? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias mas não ando em cima da água.

- Meus ministros são incompetentes? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas meus apóstolos são esses caras aí mesmo.

- Quer ser feliz? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não transformo água em vinho.

- Tem fé em mim? Lamento. Quer que eu faça o quê? Meu nome é Messias, mas eu sou a Besta, kkk!

.

Pages