Celso de Mello dá 5 dias para Moro prestar depoimento sobre acusações contra Bolsonaro

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, deu o prazo de cinco dias para que o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro preste depoimento sobre as acusações feitas contra Jair Bolsonaro. 

A decisão foi tomada nesta quinta-feira (30) e antecipa o prazo inicial determinado pelo próprio ministro para colher o depoimento de Moro, que era de 60 dias. Moro acusa Bolsonaro de interferência política na Polícia Federal para obter acesso a informações sigilosas e relatórios de inteligência.

No inquérito autorizado pelo STF, o procurador-geral da República, Augusto Aras, irá investigar se foram cometidos os crimes de falsidade ideológica, coação no curso do processo, advocacia administrativa, prevaricação, obstrução de Justiça, corrupção passiva privilegiada, denunciação caluniosa e crime contra a honra.

Em entrevista à revista Veja, o ex-juiz da Lava Jato disse que não vai admitir ser chamado de mentiroso e que apresentará à Justiça, assim que for instado a fazê-lo, as provas que mostram Jair Bolsonaro tentou interferir na Polícia Federal. 

.

Pages