Tecnologia do Blogger.

Featured Post

FINALIZADA MESA DE NEGOCIAÇÃO: GOVERNADOR RECEBERÁ APEOC E DEFINIRÁ PENDÊNCIAS SEGUNDA-FEIRA

Após um dia inteiro de negociação, a diretoria do Sindicato APEOC, reunida na sexta-feira (28), com a vice-governadora, Izolda Cela, ...

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Pesquisar este blog

Pacatuba Em Foco

Ads 468x60px

Followers

Pacatuba Em Foco - A Melhor Calçada Virtual

quarta-feira, 18 de dezembro de 2019

Karol Eller e a urgência em combater a homofobia

Youtuber foi vítima de um ataque brutal quando estava com a namorada em um quiosque no Rio. Caso chama atenção para a urgência em combater a homofobia

Um caso de violência brutal ganhou os noticiários nesta semana e acirrou o debate sobre o combate à homofobia. A vítima foi a youtuber mineira Karol Eller, amiga de Jair Bolsonaro bastante próxima de seu filho caçula, Jair Renan.

No último domingo, 15, Karol e sua namorada estavam em um quiosque na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, quando foram abordadas por um homem que, em tom agressivo, perguntou à youtuber: “Como é que você consegue namorar um mulherão desses, hein?”, em referência a namorada de Karol. Em seguida, o homem começou a agredir Karol com socos e pontapés, deixando inchado e desfigurado o lado direito de sua face.

Quem é Karol Eller

Karol Eller é youtuber de games amiga de Jair Renan. Bolsonarista, ela fez campanha para Jair Bolsonaro em 2018, aparecendo do lado do então candidato no intuito de retirar do mesmo a imagem de homofóbico – cabe lembrar que Bolsonaro em uma ocasião afirmou que filhos viram gays por falta de levar “um couro” e disse em uma entrevista preferir um filho morto a um filho gay porque não conseguiria amar um filho homossexual.

Alinhada à ideologia de Bolsonaro, Karol é crítica do movimento LGBT, afirma que seus integrantes recorrem ao vitimismo e em alguns de seus vídeos questiona a existência da homofobia no Brasil.

A proximidade entre Karol e a família Bolsonaro é tamanha que ela já pegou carona em carros da Presidência da República. Até o início deste mês, Karol era lotada no gabinete do deputado estadual Coronel Sandro (PSL-MG), de quem ganhou um cargo de confiança na Assembleia de Minas Gerais.


A homofobia é apartidária

O episódio de violência homofóbica envolvendo Karol Eller despertou solidariedade nas redes sociais e provou que a homofobia, além de real, não distingue entre direita e esquerda.

Parlamentares e usuários das redes sociais de diferentes partidos e visões expressaram apoio à youtuber e apontaram a urgência em combater a homofobia.



Brasil é um dos países que mais mata LGBTs

O Brasil integra a lista dos países mais perigosos do mundo para gays e é um dos que mais mata homossexuais. Segundo dados do Grupo Gay da Bahia, organização que há 39 anos reúne dados sobre a violência contra a população LGBT, em 2016, o Brasil teve um recorde de 343 homossexuais, travestis ou transexuais mortos vítimas de ataques homofóbicos. Tal recorde foi quebrado em 2017, quando esse número saltou para 445. Em 2018, houve uma ligeira queda, com 420 mortes registradas.

Em fevereiro deste ano, o Supremo Tribunal Federal (STF) deu um importante passo no combate a esse tipo de violência, ao criminalizar a homofobia, por oito votos a três, equiparando-a ao crime de racismo.

A decisão, no entanto, não foi sem resistência por parte do governo e de setores religiosos. Na ocasião, Jair Bolsonaro usou as redes sociais para se posicionar contra a matéria, afirmando que “atos discriminatórios em razão de gênero ou de orientação sexual” já são enquadrados em tipos penais, “como homicídio, lesão corporal e crime contra a honra”.

Além disso, a Associação Nacional de Juristas Evangélicos (Anajure) apontou que a criminalização colocaria a liberdade religiosa em risco, já que muitos livros sagrados condenam a homossexualidade.

Ao decidir pela criminalização, os ministros do STF entenderam que religiosos e fiéis não serão punidos por manifestarem suas convicções sobre orientação sexual desde que não adotem um discurso discriminatório.



←  Anterior Proxima  → Inicio

Pacatuba Em Foco

RádiosNet

Mais Acessadas

Total de Transeuntes

Votar ao Topo