APEOC | NOTA DE REPÚDIO AO CANAL DE DENÚNCIAS CONTRA OS PROFESSORES E PROFESSORAS DO BRASIL

Os constantes ataques aos profissionais da educação, aos estudantes, às universidades, às escolas, ao livre pensamento e exercício profissional do Magistério, que vêm de todas as formas do governo Bolsonaro, parecem não ter limites!

Como se já não bastassem as inúmeras aberrações e falácias proferidas e cometidas contra a educação pelo próprio Ministro da Educação, agora, Damares Alves, atual Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, lança um canal de denúncias contra os professores do país, numa clara afronta ao princípio de liberdade de cátedra, constante em nossa Constituição, em seu artigo 205, que assegura, claramente, “a liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a arte e o saber”, além de contrariar também o que está explícito, logo em seu artigo 3º, na nossa Lei de Diretrizes e Bases Nacional – LDB (Lei 9,394/1996).

Diante disso, o Sindicato APEOC vem a público REPUDIAR de forma veemente tal proposta que, de tão absurda, só poderia ter saído de um governo que, em detrimento da educação, prega a perseguição aos professores e às universidades, além de valorizar a falta de cultura e a violência gratuita.

O que se esconde por trás deste projeto da Ministra Damares é a natureza burlesca do “Escola sem Partido”, que tenta se efetivar como um petrecho para acossar os/as professores/as em seu ambiente de trabalho.

Não aceitamos – de forma alguma – essa conduta repulsiva de criminalizar o exercício de nossa profissão e exigimos respeito, pelo bem da Educação Brasileira!

Fortaleza, 22 de novembro de 2019
Sindicato APEOC

.

Pages