EFEMÉRIDES PACATUBANAS | O mesmo jeito vil de agir de um sempre QUADRÚPEDE


Fui informado de que o QUADRÚPEDE, que se intitula radialista, acaba de fazer mais uma de suas patifarias radiofônicas ... 


O mais ferrenho dos opositores dessa malfadada administração é sabedor que esse suposto transporte escolar de “ pau-de-arara”, desta feita com o uso do Trenzinho “eleitoreiro” da Alegria não existe em nossa cidade. Trata-se de uma situação pontual e nada mais que isso, ou seja, foi uma agitação de momento que não significa dizer que esse tipo de condução exista em nossa cidade. 

Longe de mim a alcunha de defensor dessa DESgestão, contra a qual, aliás, já destilei diversas críticas. No entanto, primo pela veracidade dos fatos e, sobretudo, pela seriedade do tema. Não costumo agir motivado por falácias e/ou aberrações. 

A maneira como age o QUADRÚPEDE com essa questão, lhe é bem peculiar. Costumo atentar para o quão esse Lixo Humano é nocivo à sociedade. Age do mesmo modo há tempos contra àqueles que por ventura se opõem ao seu intento de ver no poder o seu tutor. Se rastejas aos pés de meu chefe, és magnânimo; se oponente, és sem valor algum. Não sendo, portanto, digno de ser chamado de DOUTOR.

" professorzin, pode falar aí que eu te detono na rádia ! "Em resposta: Tô cagando e andando, não escuto esse lixo mesmo !!!

Empoleirado em uma guarita à esquina do Centro da cidade, vive a fazer proselitismo político, cuspindo microfones, assassinando a gramática e a fazer fuxico como se fora a mais nobre das informações. 

Quando uma má notícia lhe chega para fomentar o seu " INVERDADES NA BOCA DO POVO" , de acordo com comentários, ele apregoa que Deus lhe é bom. Pode isso ?!

Aproveito o ensejo para também comentar o quanto me causa espanto em ver aqueles mesmos que outrora foram vítimas de seu maucaratismo, mas que hoje andam aos risos e afagos como se nada tivesse acontecido. Enfim, defendo que os fins não justificam os meios ... 

Poderia, muito bem, eu ficar alheio a tudo isso. É verdade ! No entanto, ao ver que esse ANALFABETO FUNCIONAL ainda se sustenta com essas patifarias. Causa-me indignação e não hesitei em exteriorizar a minha já consolidada ojeriza a esse projeto falido de ser humano. 

Sem mais ... 

Por Marcos Varela