Tecnologia do Blogger.

Featured Post

Diário do Bolso | ... foi outro 7 a 1. Igualzinho à seleção do Felipão.

Diário, foi outro 7 a 1. É, levei uma goleada esses dias. Igualzinho à seleção do Felipão. Olha só: 0 x 1 O Ricardo Salles, do Me...

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Pesquisar este blog

Pacatuba Em Foco

Ads 468x60px

Followers

Pacatuba Em Foco - A Melhor Calçada Virtual

quarta-feira, 3 de julho de 2019

Investigação da PF contra Jean Wyllys usa método stalinista, diz especialista


Não há por que se duvidar que o site “O Antagonista”, que há anos mantém canal direto de comunicação, está equivocado ao publicar que a Polícia Federal está investigando uma suposta “venda de mandato”de Jean Wyllys ao deputado federal David Miranda (PSOL-RJ), marido do jornalista Glenn Greenwald.

Difícil será obter uma informação oficial do órgão público sobre o assunto. Um dia antes, o mesmo site divulgou que a PF estaria investigando o mesmo jornalista, inclusive utilizando o COAF para inspecionar suas movimentações financeiras. O ministro da Justiça (e, portanto, chefe da PF), Sergio Moro, foi instado por deputados federais a esclarecer o assunto, mas não o fez. Enquanto isso, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) republicava a notícia em seu Twitter.

A investigação que O Antagonista afirma ter sido aberta contra Jean e David é baseada em uma “denúncia” de um congressista que se autointitula membro da “tropa de choque de Sergio Moro na Câmara dos Deputados”. Trata-se de José Medeiros (PD-MT), um ex-policial rodoviário federal que assim sustentou sua solicitação ao órgão federal de investigação, de acordo com o site que há anos vaza informações direto dos escaninhos da PF para suas páginas de internet:

Medeiros enviou à PF, no mês passado, ofício em que relacionava a desistência do psolista (Jean) às reportagens do site de Glenn Greenwald.


“Tais fatos não me parecem ser mera coincidência”, escreveu o parlamentar no documento, alertando para o que considera uma “invasão cibernética promovida e patrocinada por estrangeiros”.

No ofício, Medeiros também pediu a verificação de eventuais transferências de recursos de Greenwald para Wyllys.

Quer dizer: um deputado que diz ser da tropa de choque de Sergio Moro pede ao órgão policial chefiado por Sergio Moro que abra uma investigação contra o marido do jornalista que está publicando notícias desabonadoras a Sergio Moro. Então, o site que vaza as informações da PF há anos divulga que os policiais abriram investigação. A base fática? O fato de “não parecer coincidência”, aos olhos do parlamentar, que Jean tenha deixado seu mandato, do qual o marido do jornalista Greenwald era suplente eleito, meses antes do início das publicações sobre Moro pelo The Intercept.

É preciso lembrar que a saída de Jean Wyllys do Congresso Nacional e do Brasil se deu em meio a ameaças que o então parlamentar vinha sofrendo, juntamente com sua família. O próprio ministro Moro, enquanto chefe da PF, inclusive já veio a público informar que a Polícia Federal investiga essas ameaças. Até hoje, não informou que fim levou ou em que pé estão essas investigações.


“Ou seja, a própria Polícia Federal investiga as ameaças sofridas pelo então deputado. Há alguma prova de que tais ameaças sejam falsas, que Jean Wyllys estava inventando esta motivação para deixar o mandato? Se há, quais são elas? Por que a PF ainda não as apresentou? E, se não há, como é possível que, agora que seu chefe está sendo alvo de reportagens críticas, essa mesma PF abra nova investigação, contra o suplente do deputado e marido do jornalista responsável por essas reportagens, baseada unicamente em hipóteses e ilações de um deputado que assumidamente tem o interesse de proteger Sergio moro?”, indaga André Lozano Andrade, advogado especialista em Direito Criminal, coordenador do IBCCRIM (Instituto Brasileiro de Ciências Criminais).

O especialista não usa meias palavras para definir o que vê: “A PF não só poderia, como teria e tem a obrigação de rejeitar um pedido de investigação desse tipo, sem qualquer base fática, com evidente motivação política. O que se está vendo no Brasil é o uso do sistema de investigação federal para fins políticos, para fins de intimidação, para fins de perseguição.”

Lozano Andrade prossegue: “Trata-se de expediente nada novo. Governos autoritários usam e usaram inúmeras vezes esse tipo de procedimento para perseguir inimigos do regime. Era assim que Josef Stalin utilizava a KGB (polícia secreta da antiga União Soviética), era assim que o partido comunista da Alemanha Oriental utilizava a Stasi (polícia política daquele país) para encurralar dissidentes e críticos do sistema.”

Ponto final.

←  Anterior Proxima  → Inicio

Pacatuba Em Foco

Ouça-nos !

Agenda de Jogos da Semana


Campeonato Brasileiro A
Quarta-Feira, 04, 19h30
Ceará x Corinthians - Castelão

Campeonato Brasileiro A
Domingo, 08, 16h00
Fortaleza x Bahia - Castelão

Mais Acessadas

Total de Transeuntes

Votar ao Topo