Tecnologia do Blogger.

Featured Post

Cármen Lúcia, do STF, arquiva pedido para que Moro fosse investigado por abuso de autoridade

A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o arquivamento de um pedido do PT para que o ministro da Justiça, ...

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Pesquisar este blog

Pacatuba Em Foco

Pacatuba Em Foco - A Melhor Calçada Virtual

'LAVA JATO GATE' VEM COMPROMETER AINDA MAIS A IMAGEM DO EX-JUIZ SERGIO MORO

Hoje ministro da Justiça, o ex-juiz é suspeito de ter orientado as investigações relativas ao ex-presidente Lula para impedir seu retorno ao poder

Por Le Monde, com tradução de Sylvie Giraud

O Brasil fez dele um ídolo, vendo no homem um xerife capaz de limpar um país gangrenado por negócios escusos e imoralidade. Mas nesta segunda-feira 10 de junho, a principal vítima do que o país chamou de "Lava-Jato Gate" ou "Lava-Jato Leaks" parece ser o ex-juiz Sergio Moro, figura de proa da operação anticorrupção "Lava-Jato" e "aniquilador" do ex-presidente da esquerda, Luiz Inácio Lula da Silva, conhecido como Lula. Um escândalo que veio desprestigiar ainda mais a imagem do ex-juiz, já manchada pela sua entrada no governo de extrema direita de Jair Bolsonaro em janeiro.

Na origem, está o vazamento pelo site The Intercept na noite de 9 de junho, de uma série de trocas de mensagens trocadas entre 2015 e 2018 entre o Sr. Moro e o procurador Deltan Dallagnol. Seu conteúdo sugere que as investigações sobre Lula que está preso desde abril de 2018 por corrupção, foram direcionadas para impedir o retorno do herói da esquerda ao poder. Uma tese já apoiada pelos militantes do Partido dos Trabalhadores (PT, à esquerda).

No detalhe, as mensagens revelam a influência de Sergio Moro, na condução das investigações. O magistrado pressiona e chama a atenção das equipes - "já não faz muito tempo que não temos nenhuma operação? -, sugere reverter a ordem das intervenções ou aconselha que entrem em contato com uma pessoa que teria coisas a dizer sobre a investigação.
Ora, como relembra The Intercept, a Constituição Brasileira distingue claramente o papel do acusador e do juiz. As duas partes não podem ser confundidas e, no passado, Sergio Moro defendeu-se várias vezes de ser um "juiz de investigação".

"Eles dirão que estamos acusando com base em artigos"

Além desses intercâmbios, as mensagens descobertas pelo site cofundado pelo jornalista norte-americano Glenn Greenwald atestam das dúvidas de Deltan Dallagnol sobre a consistência do dossiê de acusação. Depois de ter feito de Lula o "líder supremo" de um vasto esquema de corrupção, o promotor evangélico se preocupa: "Eles dirão que estamos acusando com base em artigos de jornais e provas frágeis ..."

Em seguida, o vemos em pânico quando, alguns meses antes da eleição presidencial, o Supremo Tribunal pretende autorizar uma entrevista de Lula ao jornal Folha de S. Paulo. "Estou preocupada com um possível retorno do PT [ao poder], mas rezo muito a Deus para que um milagre nos salve", escreveu Carol, uma de suas colegas de promotoria, à qual Deltan Dallagnol responde "Sim, reze."

Outra promotora, Laura Tessler, é mais direta "Que piada !!! Revoltante !!! Ele vai dar palestra da prisão. Verdadeiro circo ... ", ela escreve.

"Mafioso !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!" lhe responde sua colega Isabel Groba antes que a Sra. Tessler acrescente "... uma conferência de imprensa antes do segundo turno pode eleger Haddad", referindo-se a Fernando Haddad, candidato do PT e substituto de Lula na corrida presidencial de outubro de 2018 .

Bolha midiática ou bomba-relógio?

Se não há por enquanto nenhuma evidência que permita inocentar Lula, a defesa do ex-presidente considera que o processo foi corrompido e exige que se dê fim à "perseguição política" do condenado.

O Conselho Nacional do Ministério Público, por sua vez, decidiu investigar Deltan Dallagnol enquanto deputados e senadores da oposição devem exigir a convocação de Sergio Moro no Congresso e a realização Comissão de Inquérito.

"Fui um dos primeiros a defender Lava-Jato, mas a luta contra a corrupção não justifica o uso de práticas ilegais. Temos aqui um juiz que interferiu em uma investigação e, ainda pior, que agiu politicamente para favorecer um candidato. É seríssimo", disse o senador Randolfe Rodrigues, do partido ecológico Rede, pedindo a renúncia de Moro.

Segundo o antigo magistrado, essas conversas "não são nada demais". "Não há nenhuma orientação em minhas mensagens. O que é grave é a invasão criminosa dos celulares dos promotores", reagiu, segunda-feira, o Ministro da Justiça, à margem de uma viagem a Manaus, no Amazonas.

Vindo apoiá-lo, o Ministério Público, bem como os partidários do governo, enfatizaram o posicionamento "tendencioso" (pró-Lula) do site The Intercept. Eduardo Bolsonaro, filho do chefe de Estado também lembrou que Glenn Greenwald era casado com o membro do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL esquerda), David Miranda, substituto de Jean Wyllys, porta-voz da causa LGBT inimigo número 1 dos pró-Bolsonaro, exilado após receber ameaças de morte.

"Estamos casados há catorze anos, temos dois filhos e vinte e cinco cachorros. Glenn é uma pessoa íntegra e estou orgulhoso dele", comentou David Miranda, em resposta aos seus críticos, acrescentando: "Sergio Moro e os promotores não podem se sair dessa com uma simples nota, eles devem explicações."

Bolha midiática ou bomba-relógio para a justiça e o governo? No Brasil, ninguém é capaz de avaliar os desdobramentos do caso. Mas, antes mesmo das próximas revelações prometidas por Glenn Greenwald, raros são aqueles que duvidam dos danos à carreira de Sergio Moro, que ambiciona um cargo no Tribunal Superior.

"Suas intervenções colocam em dúvida sua imparcialidade e neutralidade política. É triste", diz Gustavo Justino de Oliveira, advogado e professor de Direito da Universidade de São Paulo. Na noite de segunda-feira, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) exigiu que Sergio Moro e Deltan Dallagnol fossem afastados de suas funções. Jair Bolsonaro irá reunir-se, no dia seguinte com seu ministro da Justiça.

←  Anterior Proxima  → Inicio

Pacatuba Em Foco

Ouça-nos !

Agenda de Jogos da Semana

Campeonato Brasileiro A
Sábado, 17, 17h00
Fortaleza x Internacional - Castelão


Mais Acessadas

Total de Transeuntes

Votar ao Topo