Tecnologia do Blogger.

Featured Post

DIÁRIO DO BOLSO || Vai acabar em pizza, Diário, mas antes ainda vai voar muito macarrão

Pô, Diário, o almoço de família desse domingo teve mais briga que convenção de partido de esquerda Por José Roberto Torero Tudo c...

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Pesquisar este blog

Pacatuba Em Foco


Pacatuba Em Foco - A Melhor Calçada Virtual

Todos os dias às 19:30, violinista toca música de Lula em prédio de Laranjeiras, no Rio de Janeiro

Segundo coluna de Ancelmo Gois, no O Globo, uma violinista tem dividido a opinião dos vizinhos em Laranjeiras, no Rio. Todos os dias, às 19h30m, ela vai para a janela com o instrumento e entoa “Lula-lá”, aquela música feita para campanha do ex-presidente em 1989. Uns começam a bater panela enquanto outros gritam “Lula livre”. E o bate-boca se instaura.

PT sofreu 10 atentados nos últimos anos

De vandalismo a explosão de bombas e tiros...


O atentado a tiros contra o acampamento Marisa Letícia, em Curitiba (PR), ocorrido na madrugada do último sábado (28) , não é um caso isolado. O ex-presidente Lula e o PT são há anos alvo de ataques violentos que, sem continuidade das investigações ou destaque da mídia tradicional, acabaram caindo no esquecimento. Somente nos últimos três anos foram ao menos 10 situações diferentes registradas.

Relembre algumas delas:

30 de julho de 2015: atentado contra o Instituto Lula 

Suspeito lança bomba caseira no interior do Instituto Lula, em São Paulo. Por conta do horário, não havia ninguém trabalhando no local e não houve feridos. O suspeito não foi localizado pela polícia. Saiba mais aqui.

17 de março de 2016: ataque contra o diretório do PT de Ribeirão Preto

Sede no partido em Ribeirão preto é atacada com rojões. Ninguém ficou ferido e os suspeitos não foram identificados. Saiba mais aqui.

18 de março de 2016: atentado contra a sede do PT de Goiânia

Sede do diretório municipal do partido foi alvo de um ataque em que os criminosos tentaram colocar fogo no prédio. A entrada foi totalmente incendiada. Os suspeitos não foram identificados e ninguém foi preso. Saiba mais aqui.

19 de março de 2016: invasão do diretório do PT de Belo Horizonte

Sede do partido na capital mineira foi invadida e vandalizada. Ninguém foi preso. Saiba mais aqui.

9 de abril de 2016: sede do PT em Joinville é vandalizada

Sede do partido na cidade catarinense foi atacada com pedras e vandalizada com tinta. Dois meses antes, a sede da legenda em Florianópolis foi alvo de um ataque à pedras e dois funcionários foram agredidos. Nenhum suspeito foi identificado. Saiba mais aqui.

30 de junho de 2016: atentado contra a sede nacional do PT

Sede nacional do PT em São Paulo é atacada pela segunda vez em menos de 24 horas. Na ocasião, um homem quebrou vidros do prédio e tentou explodir uma bomba caseira. O suspeito foi preso e ninguém ficou ferido. Saiba mais aqui.

25 de maio de 2017: atentado contra a sede do PT do Paraná

Dois homens atiraram coquetéis molotov contra o prédio do diretório estadual do partido no Paraná. Não houve feridos e ninguém foi preso. O mesmo local havia sido alvo de dois outros ataques no ano anterior. Saiba mais aqui.

27 de março de 2018: atentado a tiros contra a caravana de Lula pelo Sul

Ônibus que levava parte da equipe da caravana que Lula fazia pela região Sul do Brasil é alvo de ataque a tiros de arma de fogo. Ninguém ficou ferido e, até agora, nenhum suspeito foi identificado. Saiba mais aqui.

Confira a análise de Igor Holanda - Dois começos de campeonatos brasileiros completamente distintos

Por Igor Holanda

Dois começos de campeonatos brasileiros completamente distintos.

Fortaleza com 100% de aproveitamento e Ceará sequer marcou um gol. As duas equipes jogaram 3 vezes.

Tricolor de aço venceu e convenceu a torcida dinte do CRB. 3 a 1 na última terça na Arena Castelao. Vitória e liderança consolidada. Tranquilidade para o próximo jogo fora, diante da equipe do Londrina. Nem o mais otimista torcedor tricolor esperava um começo tao acassalador do Leão do Pici. O time, obviamente, tem falhas e, muitas delas ainda não estão nítidas pois os resultados positivos estão acontecendo. Mesmo com o bom inicio é preciso estar de olhos abertos, principalmente com a possível saída do Osvaldo. Quem irá o substituir?

Quanto ao vovô, falta de aviso nao foi. Três jogos e apenas um ponto conquistado diante do (limitado) São Paulo. O time que no etadual e no Nordestão tinha um ataque avassalador, pelo menos em termos de números, nao conseguiu balançar as redes na Serie A em mais de 270 minutos de bola rolando. A defesa, outrora tao elogiada, já sofreu 5 gols em 3 jogos. Média de quase 2 por partida.

Os numeros negativos refletem a produção da equipe em campo.

Como já disse anteriormente,o Leão nao subiu antecipadamente e nem o vovô já desceu.

Mas pelo início de campeonato já temos uma noção do que cada equipe almeja ao fim da temporada.

São três capítulos que já se passaram nas duas séries. Faltam 35 ainda. E há muito trabalho pela frente para os dirigentes alvinegros e tricolores para que as duas nações possam comemorar ao fim da temporada 2018.


Igor Holanda - Narrador e Repórter da Rádio Pacatuba Em Foco

Governo Temer anuncia privatização de grande parte da Petrobrás


Além de entregar o pré-sal, o governo ilegítimo de Michel Temer anunciou, nesta sexta-feira (27), a venda de 60% das refinarias e dos ativos de logística da estatal. Com isso, a Petrobras já vem sendo esquartejada por Pedro Parente e vendida aos pedaços por uma administração que assumiu o poder por meio de um golpe e é a mais rejeitada da história do Brasil.
De acordo com a Reuters, a estatal Petrobras anunciou nesta sexta um processo para vender 60 por cento de sua participação em ativos de refino e logística no Nordeste e no Sul do país, segundo comunicado da companhia ao mercado.

A petroleira disse que iniciou a etapa de divulgação dessas duas oportunidades de desinvestimento, com um modelo que prevê a criação de duas subsidiárias para reunir os ativos que serão vendidos nessas regiões— que incluem refinarias, dutos e terminais integrados e terminais aquaviários.

Segundo pesquisa Ipsos divulgada nesta quinta, Temer, que traiu Dilma e também o Brasil, é o político mais rejeitado pelos brasileiros: 94%.

Gleisi Hoffmann relata ataque a tiros contra acampamento pró-Lula, em Curitiba

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, afirmou neste sábado (28), pelas redes sociais, que o acampamento de apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Curitiba, foi alvo de um ataque a tiros nesta madrugada. Segundo o relato de Gleisi, duas pessoas estariam feridas, uma delas em estado grave.

"Ataque com mais de 20 tiros contra acampamento Marisa Letícia, nesta madrugada, em Curitiba, deixou duas pessoas feridas. Um companheiro do movimento sindical de São Paulo, o Jeferson, está em estado muito grave e corre risco de morrer. É uma barbaridade! Temos de denunciar ao mundo esse estado de violência no Brasil, motivado pelo ódio e pela intolerância. Não podemos nos calar diante da gravidade do que está acontecendo!! Esperamos providências rigorosas por parte das autoridades de segurança.


A coordenação do Acampamento Lula Livre divulgou que Jeferson Lima de Menezes, de São Paulo, foi atingido por um tiro no pescoço e está internado em estado grave. Os tiros foram disparados entre 3h e 4h da manhã. 

A Comissão Executiva Nacional do PT divulgou nota repudiando o ataque a tiros contra o acampamento pró-Lula em Curitiba e chamou o episódio de "atentado político". Os petistas reclamaram que não é a primeira vez que os apoiadores do ex-presidente, agora preso na Superintendência da Polícia Federal no Paraná, sofre um ataque "fascista".

"O ataque é mais um episódio de violência política contra a democracia e acontece um mês depois de tiros terem atingido ônibus da caravana Lula Pelo Brasil no interior do Paraná. Até agora não foram presos os autores dos disparos feitos no mês passado e tampouco os desta madrugada", criticou a cúpula do PT.

A Polícia Militar de Curitiba confirma que um homem de 39 anos foi baleado no pescoço na Rua Padre João Wislinski no bairro Santa Cândida, onde fica o acampamento pró-Lula, na madrugada deste sábado. A Secretaria de Segurança Pública do Paraná confirmou ainda que uma mulher foi ferida no ombro, sem gravidade, por estilhaços de um tiro que atingiu um banheiro químico.

Conforme a Secretaria, os disparos foram feitos por uma pessoa a pé. Peritos da Polícia Cientifica do Paraná, policiais militares e da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil, estiveram no local e recolheram cápsulas de pistola 9 mm. Foi aberto um inquérito para apurar o caso.

A pré-candidata do PCdoB à Presidência, Manuela D'Ávila, também se manifestou no Twitter sobre o episódio, que chamou de "consequência do ódio semeado nas redes e da total ausência de esclarecimento sobre o episódio similar com a caravana de Lula". Ela também fez críticas a outro pré-candidato, Jair Bolsonaro (PSL), que simulou tiros contra um boneco do ex-presidente, preso e condenado pela Operação Lava Jato.

A Avenida Mascarenha de Morais, no bairro Santa Cândida, foi fechada por manifestantes. Eles atearam fogo em pneus, mas a via já foi liberada.

Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal (PF) de Curitiba desde o dia 7 de abril. Ele foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, na Operação Lava Jato no caso do triplex do Guarujá.

Tiros contra caravana

No dia 27 de março, dois ônibus da caravana de Lula foram atingidos por tiros no caminho entre Quedas do Iguaçu e Laranjeiras do Sul, no Paraná. Ninguém ficou ferido. A perícia técnica da Polícia Civil do Paraná atestou que a caravana de Lula foi atingida por dois tiros de arma de fogo calibre 32. As investigações prosseguem.

Página Musical - Lucas e Orelha cantando: Meu Porto Seguro


Lucas e Orelha - Meu Porto Seguro

Tá meio bolada com a situação em casa
Dando duro todo dia e mesmo assim desempregada
Que situação, mas que situação

Desesperada
E a conta não pagou
E só pedindo: Me ajude meu senhor!
Reza o pai nosso, toma um pouco de café
De tão nervosa, fica sacudindo o pé

Chega do bico
Mais cedo
Realizando o desejo
Do seu menino que tem nome de José

Mas de uma coisa eu sei
Todo esforço que fez
Foi por amor
E é o que te mantém de pé

Me cobra escola
Pra ser um bom cidadão
Melhor caneta do que uma pá na mão
Mãe, eu te agradeço por me tornar quem eu sou
Tu és um anjo enviado do senhor

Mãe
Melhor amiga, meu porto seguro
Me deu a luz e me tirou do escuro
Me ensinou o que é o amor mais puro
Eu não vivo sem você

Mãe
Sempre sorrindo enquanto eu chorava
Só pra depois dizer que me amava
Eu vou lutar continuar sonhando por você

Mãe, eu te amo
Eu vim a terra mãe, pra te dar o de melhor
Eu e você, você e eu
Numa luta só!

Eu falei para Deus: é por isso que eu tô nessa!
Honrar seu pai e sua mãe
Para que seu dia seja prolongado na terra
E é desse jeito que eu tô

Tô te dando meu amor
Minha linda, minha princesa
É assim que eu estou!

Eu te quero pra sempre
E sempre eu vou te amar
Tô aqui pra te obedecer
Pra te amar, pra te respeitar!

Mãe
Melhor amiga, meu porto seguro
Me deu a luz e me tirou do escuro
Me ensinou o que é o amor mais puro
Eu não vivo sem você

Mãe
Sempre sorrindo enquanto eu chorava
Só pra depois dizer que me amava
Eu vou lutar continuar sonhando por você

Mãe, eu te amo!


Moção de repúdio ao jornalista Roberto Moreira

Em artigo publicado no Diário do Nor​deste, dia 26 de abril, intitulado “Falta de educação para quem deve ensinar educação”, o jornalista Roberto Moreira apresenta, de forma coerente, a comprovação de manipulação em suas palavras para quem deveria ensinar jornalismo. Uma triste decadência a quem começou sua atividade jornalistica no Sindicato dos Bancários do Ceará e agora se presta a ataques grosseiros ao movimento sindical representativo e combativo.


Oculta informações sobre a grande adesão dos professores à greve, omite e distorce as informações sobre índices oferecidos pela Prefeitura de Fortaleza e conclui defendendo descaradamente os procedimentos ditatoriais e antidemocráticos da gestão do prefeito Roberto Cláudio (PDT) e sua infame ação junto à “Justissa”.

Uma junção grosseira de argumentos que deprecia o papel fundamental que o SINDIUTE e os professores realizam em defesa da educação pública de qualidade nas escolas municipais de Fortaleza, atacando nosso direito constitucional de greve frente aos ataques para rebaixar nossos salários e nossos direitos. Deveria sim registrar que mais de 70 prefeituras do interior do Ceará já concederam o Piso Salarial 2018 e a maior e com maior capacidade econômica que é a da capital tenta manobras indecentes para reduzir nossa remuneração. Se apenas 3 escolas estivessem em greve, como diz o jornalista, certamente não seriamos motivos destes ataques de Roberto Moreira querendo mostrar serviço aos anunciantes poderosos como a Prefeitura de Fortaleza.

Nossa greve continua até que a Prefeitura negociar verdadeiramente respeitando a Lei do Piso Salarial e os profissionais da educação pública de Fortaleza, que orgulhosamente são representados por nosso sindicato.

Diretoria do SINDIUTE – Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação do Ceará


Jobson, ex-jogador do Botafogo, deixa cadeia após ter prisão revogada

A Justiça revogou a prisão de Jobson, ex-jogador do Botafogo, nesta sexta-feira (27). Ele estava preso desde setembro do ano passado, depois de descumprir o limite da tornozeleira. O atleta responde por estupro de vulneráveis e foi liberado depois da decisão do juiz Ricardo Gagliardi, da comarca de Colméia.

O juiz revogou a prisão preventiva desde que ele cumpra algumas medidas cautelares: proibição de se sair da comarca sem autorização, não frequentar determinados lugares e ficar recolhido em casa em determinados horários.

Em fevereiro deste ano, Jobson pediu a transferência da Cadeia Pública de Colméia para Paranã, alegando que estava sendo ameaçado por outros presos.

Prisões

O ex-jogador do Botafogo foi preso três vezes desde o crime. Em junho de 2016 levado em cumprimento de mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça de Conceição do Araguaia. O caso começou a ser investigado quando uma das adolescentes, que diz ter sido abusada pelo jogador, procurou a polícia depois que uma foto dela foi parar em um grupo de troca de mensagens na internet. Jobson nega todas as acusações.

Em junho 2017, ele foi preso novamente após se envolver em um acidente de trânsito que causou a morte de um homem. Naquela ocasião, ele estava em liberdade condicional e voltou para a cadeia por ter saído da comarca sem autorização. Após mais de dois meses, ele pagou fiança e foi liberado.Para comemorar, Jobson gravou um vídeo cantando o tema de Frozen: ‘livre estou’.

Ele voltou a ser preso no dia 29 de setembro. Desta vez, conforme o Tribunal de Justiça, ele voltou a sair do limite estabelecido, viajando para o Pará. A informação chegou à Justiça porque ele estava usando tornozeleira eletrônica.

Polêmicas

Jobson estava suspenso pela Fifa de realizar qualquer atividade relacionada ao futebol até 31 de março de 2018. Ele foi acusado pelo clube Al Ittihad, da Arábia Saudita, de se recusar a fazer exame antidoping. Posteriormente, a Fifa deu validade mundial à pena que, de início, foi imposta pela Federação Saudita de Futebol.

A suspensão aconteceu em abril de 2015. Em março, o atleta teve o seu recurso rejeitado pela Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês). Também em março, o atacante foi proibido de atuar em competições amadoras da sua cidade natal.

Ex-presidente da CBF, Marco Polo Del Nero é banido do futebol

A Câmara Adjudicatória do Comitê de Ética da Federação Internacional de Futebol (Fifa) baniu hoje (27) o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Marco Polo Del Nero, de atividades relacionadas ao futebol. A punição o impede de continuar a exercer qualquer atividade tanto em nível nacional quanto internacional.

Del Nero começou a ser investigado pelo comitê em novembro de 2015, por suspeita de envolvimento em esquemas de recebimento de propina para beneficiar empresas de mídia e de marketing em torneios de futebol, como as copas América, Libertadores e do Brasil.

Marco Polo Del Nero foi punido pela Fifa e está fora de qualquer atividade relacionada ao futebol (Arquivo/Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Segundo a Câmara Adjudicatória da Fifa, Del Nero foi considerado culpado por recebimento de propina e envolvimento em corrupção, por oferecer/aceitar presentes ou outros benefícios e por conflito de interesse, entre outros.

Além disso, a Fifa impôs ao ex-presidente da CBF uma multa de 1 milhão de francos suíços (cerca de R$ 3,5 milhões).

Del Nero foi diretor do Palmeiras

Del Nero é formado em Direito pela Universidade Mackenzie, em São Paulo, desde 1967, tendo se especializado na área de Direito Penal. Em 1971, foi nomeado diretor da Comissão de Sindicância do Palmeiras, onde foi diretor jurídico, diretor de futebol e secretário do Conselho de Orientação e Fiscalizador.

Em 1985, passou a integrar o Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Paulista de Futebol, que foi presidido por ele de 1988 a 2002. Em 2003, foi eleito vice-presidente da federação e, em seguida, assumiu a presidência, tendo sido reeleito em 2010.

Foi indicado pela Confederação Brasileira de Futebol para ser o chefe da delegação da Seleção Brasileira na Copa do Mundo da Alemanha, em 2006, e, em 2014, foi eleito presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), substituindo José Maria Marin, que se encontra preso em Nova York.

Diante das investigações internacionais que recaíram sobre ele, e com medo de ser preso, a exemplo de seu antecessor, Del Nero não viaja para o exterior desde maio de 2015. Desde dezembro de 2017, Del Nero já havia sido banido do futebol pela Fifa, mas em caráter provisório.

Inquérito no STF é desmembrado

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), desmembrou ontem (26) o inquérito sobre Del Nero que tramitava na Corte, enviando a parte referente ao dirigente para a primeira instância da Justiça Federal do Rio de Janeiro.

No mesmo inquérito estão implicados os ex-presidentes da CBF, José Maria Marin, já condenado nos Estados Unidos, e Ricardo Teixeira. Eles são suspeitos de participação em diversas irregularidades relativas à Copa do Mundo de 2014 e ao suposto financiamento ilegal de campanhas eleitorais. Permanece no STF somente a parte do inquérito relativa ao deputado Marcus Antônio Vicente (PP-ES).

Entre os crimes praticados estaria evasão de divisas, sonegação fiscal, lavagem de dinheiro, estelionato e falsidade ideológica.

O inquérito foi aberto com base no relatório alternativo da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Futebol, de 2015, elaborado pelos senadores Romário (Podemos-RJ) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que indiciaram os dirigentes. O relatório oficial, de autoria de Romero Jucá (PMDB-RR) e aprovado pela comissão, não havia indiciado ninguém.

STF TIRA CASO DO SÍTIO DE ATIBAIA DAS MÃOS DE MORO

O juiz Sergio Moro sofreu uma derrota nesta terça-feira 24; por decisão da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal, delações da Odebrecht sobre o sítio de Atibaia contra o ex-presidente Lula saem da Justiça do Paraná e passam para São Paulo; curiosamente, o mesmo critério deveria ter sido adotado no caso das reformas inexistentes no triplex da OAS em Guarujá, que jamais poderia ter sido julgado no Paraná; a decisão derruba o que havia sido decidido individualmente pelo ministro Edson Fachin


O juiz Sergio Moro, do Paraná, sofreu uma derrota nesta terça-feira 24. Por decisão do Supremo Tribunal Federal, delações premiadas que trazem informações sobre o sítio de Atibaia (SP) contra o ex-presidente Lula passam para a Justiça de São Paulo. Curiosamente, o mesmo critério deveria ter sido adotado no caso das reformas inexistentes no triplex da OAS em Guarujá, que jamais poderia ter sido julgado no Paraná.

Foram tirados das mãos de Moro trechos de depoimentos de delatores da Odebrecht, como Emílio e Marcelo Odebrecht, que falam que o sítio teria sofrido uma reforma para benefício de Lula. A decisão foi da Segunda Turma, que derrubou a decisão individual do ministro Edson Fachin.

O ministro Dias Toffoli, primeiro a votar pela transferência do processo, declarou: "Não diviso por ora nenhuma imbricação dos fatos descritos com desvios de valores na Petrobras. Devem ir para Justiça Federal de São Paulo, onde teriam ocorrido a maior parte dos fatos".

STF derruba decisão de Fachin de enviar delação da Odebrecht para Moro

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (24) derrubar a decisão individual do ministro Edson Fachin que determinou o envio de acusações de delatores da Odebrecht contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a 13ª Vara Federal em Curitiba, comandada pelo juiz federal Sérgio Moro.

De acordo com os delatores, entre eles Marcelo e Emílio Odebrecht, a empreiteira teria custeado despesas pessoais de Lula, como reformas em um sítio frequentado por sua família em Atibaia (SP), a compra do terreno para instalação do Instituto Lula em São Paulo e pagamentos por palestras realizadas pelo ex-presidente em eventos organizados pela empreiteira no exterior.

Por 3 votos a 2, seguindo voto divergente do ministro Dias Toffoli, a Turma entendeu que as acusações contra Lula não têm relação com os desvios de recursos na Petrobras, cujo relator é o juiz Sérgio Moro. Dessa forma, o processo deve ser enviado para a Justiça Federal em São Paulo, onde os supostos crimes ocorreram. Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes seguiram o voto de Toffoli. Edson Fachin e Celso de Mello não conheceram o recurso.

Na decisão, após pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), Fachin desmembrou parte dos depoimentos de delação de executivos da empreiteira Odebrecht e enviou os fatos para Justiça Federal em Curitiba. No entanto, a defesa de Lula discordou da decisão, e o recurso foi julgado na sessão do colegiado.

Juíza de Curitiba proíbe visita de médico de Lula

A juíza Carolina Lebbos proibiu que Lula recebesse a vista de seu médico na sede da PF. A visita não era social, era para exames de rotina já que Lula tem 72 anos e já passou por um câncer. É rotineiro na vida do ex-presidente as visitas ao seu médico para passar por exames clínicos, o que não acontece desde que foi preso em Curitiba.

A juíza está se aprimorando. Já proibiu visitas de amigos e de autoridades e lideranças políticas. Proibiu a presidente Dilma Rousseff, o Nobel da Paes Adolfo Pérez Esquivel, Leonardo Boff, além de uma comissão de deputados. Ela é responsável pela Vara de Execução Penal a que Lula está submetido. A proibição se deu hoje, dia 25, e foi denunciada pelo deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS), líder da bancada do PT na Câmara.

No despacho, a juíza negou a entrada do médico na sede da PF, argumentando que 'não há indicação de urgência'. Ela desconsiderou o pedido da defesa que argumentou que outros presos ali na sede da Polícia Federal recebem periodicamente a visita dos médicos por eles indicados. 

Paulo Pimenta, da tribuna da Câmara, pergunta: 'quem é a juíza para decidir se alguém tem o direito ou não de receber a visita de um médico?'. Pimenta e outras lideranças políticas denunciam sem descanso o confinamento e isolamento a que Lula está sendo submetido e como vem sendo tratado de maneira diversa a outros presos no mesmo local.

Lula está na sede da PF de Curitiba desde o dia 7 de abril.

Portugal comemora 44 anos da Revolução dos Cravos

Portugal comemora hoje (25) 44 anos da Revolução dos Cravos, como ficou conhecida a revolta que marcou o fim da ditadura do Estado Novo. Apesar de abalar as estruturas políticas e econômicas do país, a Revolução dos Cravos transcorreu sem manifestações de violência. A população saiu às ruas e distribuiu cravos vermelhos aos soldados rebeldes, que colocaram as flores nos canos dos fuzis. A data se tornou o Dia da Liberdade.

Comemorações

Como parte das tradicionais comemorações, o dia começou com uma sessão solene na Assembleia da República. Antes das 9h (horário local), os políticos já começavam a chegar ao Parlamento português.

O presidente da Assembleia, Ferro Rodrigues, fez o discurso de abertura e o presidente do país, Marcelo Rebelo de Sousa, falou no encerramento. À tarde, a partir das 15h, o Parlamento abrirá as portas ao público para visitas livres e atividades culturais. Pela primeira vez, os visitantes poderão circular entre o edifício da Assembleia da República e a residência oficial do primeiro-ministro, espaços ligados por jardins comuns.

Lisboa terá ainda uma extensa programação ao longo de todo o dia. Às 13h, será inaugurado o Jardim Mário Soares, na zona do Campo Grande, em homenagem àquele que é considerado um dos grandes nomes da democracia portuguesa. Mário Soares lutou contra a ditadura na década de 70, foi preso e exilou-se na França. Voltou a Portugal, onde construiu uma respeitável trajetória política, tendo sido ministro dos Negócios Estrangeiros, presidente da República e primeiro-ministro. Soares morreu em janeiro do ano passado.

Haverá também o tradicional o desfile na Avenida da Liberdade, previsto para começar às 15h, partindo da estátua de Marquês de Pombal. Sob o lema "Abril de novo, com a força do povo", o desfile seguirá até o Rossio. São esperadas milhares de pessoas para o desfile, que é sempre enfeitado por cravos vermelhos, o símbolo da Revolução.

O desfile pode ficar ainda mais atrativo para quem conseguir pegar carona em um dos 50 tuk-tuks (pequenos veículos usados em passeios turísticos) que estarão disponíveis, a partir das 16h, para passeios gratuitos. O ponto de encontro é no Marquês de Pombal. As viagens duram cerca de 40 minutos e passam por locais importantes que marcaram a Revolução.

No Museu do Aljube, dedicado à memória do combate à ditadura e da resistência em prol da liberdade e da democracia, haverá, durante todo o dia de hoje, a coleta de testemunhos e objetos de ex-prisioneiros e resistentes da ditadura que estejam dispostos a partilhar suas memórias. No museu funcionou a prisão à época do regime.

Outras cidades, como Porto e Vila Nova de Gaia, também terão programações especiais, com museus abertos ao público, desfiles e espetáculos musicais e de fogos de artifícios.

História

A Revolução dos Cravos foi o desfecho de uma situação que começou muitos anos antes, com movimentos de independência das colônias portuguesas. Depois da Segunda Guerra Mundial, a colonização passou a ser vista como um atentado à liberdade dos povos, e esforços internacionais passaram a ser feitos no sentido de forçar Portugal a conceder independência aos seus "territórios ultramarinos".

Com a entrada de Portugal na Organização das Nações Unidas em 1955, a situação complicou-se ainda mais, dando início a uma polêmica diplomática que seguiria até o ano de 1974.

A partir de 1961, o que era uma batalha diplomática se transformou em guerrilhas separatistas nos territórios coloniais, com inúmeras revoltas e atos de terrorismo. Em Angola, a guerrilha começou em 1961; na Guiné, em 1963; e em Moçambique, em 1964.

Mesmo com grande esforço militar, as baixas portuguesas durante as Guerras Coloniais foram enormes, considerando-se a população do país (menos de 9 milhões de habitantes à época). Foram cerca de 10 mil soldados mortos e 20 mil feridos com sequelas, sem contar mais de 100 mil homens com estresse pós-traumático.

Com tantas baixas e uma população insatisfeita, os efeitos das Guerras Coloniais tiveram relação direta com o fim da ditadura em Portugal. As pressões não eram mais apenas internacionais. Internamente, o país enfrentava uma população hostil diante da guerra e do militarismo.

Mas foi do Exército que partiu o movimento que acabaria definitivamente com a ditadura. À meia-noite do dia 25 de abril de 1974, os soldados saíram dos quartéis, tomaram as ruas de Lisboa e exigiram a deposição de Marcello Caetano, então presidente do Conselho do Estado Novo.

Naquela noite, a população distribuiu cravos em forma de agradecimento aos soldados rebeldes. A imagem dos militares com cravos nas armas ficou na memória dos portugueses como o símbolo de uma revolução sem violência.

Os rebeldes instituíram uma Junta de Salvação, responsável por fazer a transição do regime e dar fim às instituições ditatoriais, como a Polícia Internacional e de Defesa do Estado (Pide) e a censura.

Dias após a revolta, líderes dos partidos de oposição, como Mário Soares (Partido Socialista) e Álvaro Cunhal (Partido Comunista), voltaram do exílio.

Leia aqui entrevista concedida em 2013 à Agência Brasil pelo ex-presidente Mário Soares.



Hoje faz 44 anos da revolução dos Cravos, e que os sonhos da luta pela liberdade e do fim da ditadura portuguesa iluminem o Brasil. Que os cravos e as geringonças continuem a inspirar nossos sonhos e lutas! 

Bom 25 de Abril para todas e todos! 

Tanto Mar - Versão Original
Aqui está parte da versão original da canção 'Tanto Mar' de Chico Buarque, retirada de um documentário sobre o 25 Abril de Sérgio Tréfaut

Chico Buarque - Tanto Mar


MP pede 'prisão imediata' de Azeredo, ex-presidente do PSDB

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) julga nesta terça-feira (24) recurso do ex-governador do Estado Eduardo Azeredo (PSDB) contra condenação de 20 anos e 1 mês de prisão imposta ao tucano por envolvimento no esquema do mensalão mineiro. Nesta segunda-feira (23), em parecer, o Ministério Público de Minas Gerais reafirmou posicionamento pela manutenção da sentença e pela prisão imediata de Azeredo após esgotados todos os recursos no TJ mineiro. Azeredo poderá ser o primeiro preso da versão tucana do mensalão.


A apelação (embargos infringentes) a ser julgada nesta terça busca "a prevalência do voto que absolveu o apelante, a revisão da dosimetria das penas aplicadas para o patamar mínimo legal e a reconsideração da expedição de mandado de prisão após o esgotamento das vias recursais ordinárias", segundo o Ministério Público. A condenação inicial de Azeredo no TJ-MG foi por 2 votos a 1.

O ex-governador foi condenado em segunda instância a 20 anos e 10 meses de prisão por peculato e lavagem de dinheiro em 23 de agosto de 2017. Em 21 de novembro, durante julgamento de embargos declaratórios, que foram negados, a pena foi reduzida para 20 anos e 1 mês. A sentença prevê o início do cumprimento da pena quando esgotados todos os recursos na Justiça de Minas. O julgamento dos embargos infringentes levam em conta diferenças nos votos dos desembargadores.

O mensalão mineiro, segundo denúncia do Ministério Público, foi um "esquema de desvio de recursos do governo mineiro, operado pelo empresário Marcos Valério de Souza, para financiar a campanha à reeleição do ex-chefe do Executivo (Azeredo), em 1998".

O julgamento desta terça será realizado pela 5.ª Câmara Criminal do TJ-MG, composta por cinco desembargadores. Depois desse recurso, existe ainda a possibilidade de apresentação de novo recurso, os chamados embargos declaratórios sobre os embargos infringentes.

Parecer

O Ministério Público de Minas defendeu a manutenção das decisões sobre "temas pertinentes à aplicação da pena e à expedição do mandado de prisão após o esgotamento dos recursos em segunda instância". O parecer do procurador de Justiça Antônio de Padova Marchi Júnior diz não "haver motivo que justifique a manutenção em liberdade do recorrente caso seja confirmada a condenação após o julgamento dos infringentes".

O advogado de Azeredo, Castellar Guimarães Neto, disse acreditar em uma vitória hoje. A defesa vai tentar fazer com que prevaleça o voto pela absolvição do ex-governador, na decisão anterior do tribunal, por 2 a 1. "Já que vamos ganhar, não haverá necessidade (de novo recurso)."

"Espero que Deus ilumine os desembargadores", afirmou ao jornal O Estado de S. Paulo na semana passada o ex-governador, que insiste na tese de que sua condenação é uma compensação pela sentença de petistas no mensalão pela prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado na Lava Jato.

Cineastas e artistas lançam manifesto em defesa da democracia e criticam prisão de Lula

Entre outros nomes, assinam documento Rosemberg Cariry, Roberto Gervitz, Murilo Salles, Rui Guerra, Marieta Severo, Bete Mendes, Andrea Beltrão e Daniel de Oliveira


Um manifesto escrito por cineastas, atores e outros artistas a favor da democracia no Brasil, da defesa da Constituição de 1988 e com críticas à prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já angariou mais de 450 assinaturas desde que foi lançado, na semana passada. O texto, que pode ser assinado aqui, pede que aqueles que acreditam na democracia se manifestem frente a qualquer ato que possa colocá-la em risco.

Entre outros nomes, assinam o documento (veja a íntegra ao final deste texto) os cineastas Rosemberg Cariry, Roberto Gervitz, Murilo Salles, Rui Guerra, Lucia Murat e Toni Venturi; os atores Marieta Severo, Bete Mendes, Andrea Beltrão, Daniel de Oliveira, Deborah Bloch e Matheus Nachtergaele.

A ideia de fazer o manifesto veio da vontade de estimular uma movimentação da sociedade na luta pela democracia, que o grupo considera ameaçada. “Os espaços estão diminuindo: a gente assiste a uma regressão de instâncias da sociedade brasileira. Nossa preocupação é alertar as pessoas, fazê-las pensarem”, diz Roberto Gervitz.

Por sua vez, Rosemberg Cariry afirma que, por conta do golpe, “a Constituição de 1988 está sendo descaradamente violada”. “Assinar este documento significa sinalizar com um resto de esperança, antes que o fascismo e a barbárie se instalem por completo nesse país devastado pelo ódio de elites formadas por uma cartilha que mescla neoliberalismo e mentalidade escravocrata com totalitarismo. O que podemos mesmo esperar de um país cujo poder passa a ser exercido pela chamada bancada da bíblia, do boi e da bala, a serviço de necessidades impostas pelo grande mercado?”, questiona.

O texto diz que a democracia no Brasil está “corrompida”. “Em nossa democracia corrompida, o combate contra a corrupção empreendido pela Lava-Jato se transformou em instrumento de ação política para penalizar alguns em detrimento de outros.”

“O papel de um manifesto como esse é mobilizar as mentes, sair desse estado de anestesia. Este sentimento de anormalidade, de que há algo fora do lugar, requer também pensar no que está acontecendo hoje. A nossa contribuição é discutir a palavra corrupção”, afirma Gervitz.

Prisão de Lula

Ainda segundo Gervitz, a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva – que o texto chama de “açodada” – acendeu uma “luz vermelha”. “A prisão deixou claro que existe uma justiça que está sendo aplicada de maneira desigual, que, de fato, não há uma aplicação de acordo com os ritos constitucionais, que se privilegiam determinadas correntes políticas em detrimento de outras”, diz.

“O golpe parlamentar em 2016 foi um sinal claro de que há uma articulação que, na verdade, faz uma leitura torta da Constituição para eliminar a esquerda. Qualquer democrata, pode não ser de esquerda, se colocaria contra a maneira como as coisas estão sendo colocadas. A sensação é de que se quer eliminar a esquerda”, diz.

Resistência

Cariry lembra que a classe artística tem papel fundamental na resistência a arbitrariedades. “A voz libertária das artes e da cultura não se levantou apenas com o golpe de 64, mas também com AI-5, em 1968, e em vários momentos, notadamente nos movimentos pela Anistia e redemocratização do país”, diz.

“É preciso que não esqueçamos nunca que esse é o país de Cartola, Chico Buarque, Nelson Pereira dos Santos, Patativa do Assaré, Niemeyer, Jorge Amado, Graciliano Ramos, de Portinari e de centenas de outros artistas alinhados com as causas sociais, nomes que nunca se calaram diante dos arbítrios e das brutalidades que têm sido colocadas como pedras no caminho de nossa construção como nação próspera”, opina.


Leia a íntegra do texto:
A DEMOCRACIA CORROMPIDA
Sim, vivemos no país da corrupção. Pois, corrompidas estão a nossa sociedade e o seu sentimento de solidariedade, nossa tolerância com as diferenças e a esperança de nos tornarmos uma nação mais justa e de oportunidades iguais para todos.
Corrompido está o Estado Brasileiro, quando as instituições e as leis republicanas são relegadas, dando lugar a decisões arbitrárias na luta selvagem pelo poder e manutenção de privilégios.
Corrupção é a usurpação não somente de bens materiais, mas também do patrimônio imaterial e dos direitos consagrados na Constituição Cidadã de 1988.
Em nossa democracia corrompida, reina a barbárie por meio da violência física e simbólica contra negros, índios, mulheres, LGBTs, idosos e crianças, notadamente, os mais pobres.
Em nossa democracia corrompida, políticos e empresários corruptos parecem desejar a volta do trabalho escravo e latifundiários expulsam camponeses, chacinam índios e lideranças dos movimentos sociais.
Em nossa democracia corrompida, as mineradoras impunes arruínam rios e cidades enquanto setores do agronegócio avançam sobre as nossas florestas, envenenando a terra e a água com agrotóxicos condenados e causadores de doenças fatais.
Em nossa democracia corrompida, o combate contra a corrupção empreendido pela Lava-Jato se transformou em instrumento de ação política para penalizar alguns em detrimento de outros. Hoje é patente que o julgamento e a prisão açodada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se tornou o objetivo primeiro dessa operação que visa retirar do pleito presidencial o candidato preferido nas pesquisas de opinião.
O processo que o condenou é tido por muitos juristas nacionais e internacionais como uma farsa e representa um grave perigo de ruptura da legalidade. O Poder Judiciário hoje julga, prende e liberta de forma seletiva e partidária, dramatiza as suas ações na mídia e ignora a Constituição, ao judicializar a política fazendo desta um caso de polícia.
Hoje reina a confusão entre os poderes da República, fragilizando a democracia brasileira que se submete a pressões de todos os tipos, inclusive de militares e setores autoritários que ameaçam as eleições presidenciais.
Como trabalhadores da cultura não podemos enxergar o cinema desligado da vida e da consciência, nem nos interessa uma estética sem ética. Para nós, o cinema deve ser, sobretudo, uma celebração da liberdade e da vida, sem preconceitos e sem ódios. O cinema é a linguagem de transformação das pessoas através do exercício do lúdico, da criatividade, da emoção e do pensamento.
Como cidadãos e profissionais da área artística e cultural, queremos liberdade, justiça e cidadania plenas e nos colocamos contra a barbárie que no Brasil se instalou, como em um filme de horror.
POR ISSO, CONCLAMAMOS A TODOS QUE SE UNAM EM DEFESA DAS LIBERDADES DEMOCRÁTICAS E DA CARTA MAGNA DE 1988.
 Assinam:
Rosemberg Cariry -cineasta
Roberto Gervitz - cineasta
Murilo Salles - cineasta
Lucia Murat - cineasta
Toni Venturi – cineasta
Luiz Carlos Barreto – produtor de cinema
Marieta Severo - atriz
Bete Mendes – atriz
Andrea Beltrao - atriz
Rui Guerra - cineasta
Lais Bodanzky -cineasta
Walter Lima Jr -cineasta
Daniel de Oliveira – ator
Matheus Natchergaele - ator
Chico Diaz – ator
Sérgio Machado – cineasta
Ana Maria Magalhães - atriz e cineasta
Caco Ciocler – ator
Maria de Medeiros – atriz (Portugal)
Debora Bloch - atriz
Lucelia Santos - atriz
Jeferson De - cineasta
Jorge Duran – cineasta
Eliana Caffé - cineasta
Milhem Cortaz – ator
Beto Brant – cineasta
Cláudio Assis - cineasta
Letícia Sabatella - atriz
Antonio Pitanga - ator
Enrique Diaz - ator
Thiago Mendonça – ator
Werner Schunemann – ator
Vicente Amorim - cineasta
Vania Catani - produtora
Marco Ricca - ator
Aderbal Freire Filho - ator e diretor de teatro
Silvia Buarque - atriz
Tuca Andrada – ator
Pedro Farkas – diretor de fotografia
Paulo Caldas - cineasta
Monique Gardenberg – cineasta
Marcelo Gomes – cineasta
Marcos Breda - ator
Luiz Carlos Lacerda - cineasta
Liliana Sulzbach –cineasta
Lina Chamie - cineasta
Lírio Ferreira - cineasta
Eunice Gutman - cineasta
Maeve Jinkings - atriz
José Joffily - cineasta
Hilton Lacerda, cineasta e roteirista
José Roberto Eliezer – Dir. de fotografia
Lucio Kodato - Dir. de Fotografia
José Roberto Torero – roteirista
Guta Stresser – atriz
Daniel Ribeiro – cineasta
Débora Duboc – atriz
Hermano Penna - cineasta
Camilo Cavalcante - cineasta
Ana Luiza Azevedo - cineasta
Alain Fresnot - cineasta
Rubens Rewald – cineasta e professor
Claudio Kahns – cineasta
Cristina Pereira – atriz
Antonio Fragoso – ator
Antonio Grassi – ator
Daniel Dantas – ator
Aurelio Michiles -cineasta
Caco Monteiro - ator e cineasta
Giba Assis Brasil - montador de cinema
Edgar Navarro - cineasta
Tadeu de Pietro - ator
Eduardo Valente - cineasta e curador
Vera Egito – roteirista e diretora
Pola Ribeiro – cineasta
Zeca Pires – cineasta
Helena Tassara - cineasta
José Araripe - cineasta
Inez Viana - atriz e diretora teatral
Janaina Diniz Guerra - atriz
José Frazão – cineasta
Henrique Dantas - cineasta
Pascoal da Conceição – ator
Karen Harley - montadora de cinema
Petrus Cariry – cineasta
Denise Moraes - cineasta
Renato Tapajós – cineasta
Sofia Frederico - cineasta e jornalista
Guilherme Fiuza Zenha - diretor e produtor
Solange Lima – produtora
José Geraldo Couto - crítico de Cinema
Maria do Rosário Caetano – jornalista e pesquisadora de cinema
Carlos Alberto Mattos - jornalista e escritor
Vannessa Gerbelli – atriz
Taciano Valério - cineasta
Diana Almeida – produtora de cinema
Tatiana Salem Levy – roteirista e escritora
Daniela Broitman - cineasta
Amauri Tangará – cineasta
Ernesto Piccolo - diretor de teatro e ator
Rafael Ponzi – ator
Everaldo Pontes - ator
Frederico Machado – cineasta e distribuidor
Rodrigo Siqueira Arejeju - cineasta
Bárbara Cariry - produtora e cineasta
Gisela Câmera - produtora
Margarita Hernandez - cineasta
Cassiano Carneiro - ator
Marcelo Laffitte - cineasta
Antonio Galindo - produtor
Cristina Aché – atriz
Paola Vieira - cineasta
Daniela Vitorino - produtora
Alan Minas - roteirista e diretor
José Barahona - cineasta
Cesar Cavalcanti - diretor de cinema e produtor
Antonio Venâncio - pesquisador de cinema
Bia Salgado - figurinista
Marco Aurélio Ribeiro - cineasta
Firmino Holanda - cineasta, roteirista e historiador
Moacir Chaves - diretor de teatro
Luciana Sérvulo da Cunha – documentarista
João Godoy - técnico de som direto
Claudia Alencar - atriz
Sabrina Fidalgo - cineasta
Lula Oliveira - produtor e diretor
Tati Mendes - produtora
Tilani Nascimento - cineasta
Amanda Lima - cineasta e produtora
Ilário Lima – produtor
Tito Almejeiras – cineasta e ator
Carla Francine - Produtora
Tetê Moraes - Cineasta
Alana Ribeiro - Produtora
Stela Grisotti - Roteirista
Fonte: Opera Mundi
←  Anterior Proxima  → Inicio

Pacatuba Em Foco

Ouça-nos !

Agenda de Jogos da Semana

Campeonato Brasileiro C
Sábado, 24, 17h00

Campeonato Brasileiro A
Domingo, 25, 19h00

Mais Acessadas

Total de Transeuntes

Votar ao Topo