O AGRO É TRASH: Exploração hídrica para agricultura deixa ribeirinhos sem água


Hoje, em Correntina, Bahia, moradores da Comunidade Ribeirinha do Rio Arrojado entraram em duas grandes fazendas da região para protestar contra o uso indiscriminado de água para irrigação, o que causa uma crise de abastecimento na cidade e o esgotamento dos recursos hídricos da região.

"Como morada de comunidade ribeirinha, sinto e vejo minha família sofrer diariamente com a seca que afeta a região e também com a extinção dos recursos hídricos, o agro vem destruindo muito mais do que é noticiado pela mídia, o agro vem destruindo vidas", relata uma das moradoras da região.

As fazendas Igarashi e Curitiba usam para irrigar as plantações o sistema de pivôs, equipamentos que tiram a água dos mananciais da região, berço das águas de um dos principais rio do Brasil, o Rio São Francisco.

Além da exploração hídrica, a área foi completamente devastada por grandes produtores do agronegócio, levando a extinção da fauna e flora restando hoje 48% da sua mata nativa.

.

Pages