PSOL recebe apoio do DEM em 'aliança pela moralidade' em Macapá

bela uniãoO PSOL ganhou um aliado inusitado na disputa à Prefeitura de Macapá: o candidato da sigla terá o apoio do DEM, rival na esfera nacional.

O vereador Clécio Luís concorre no segundo turno contra o atual prefeito Roberto Góes (PDT). Ele teve 27,89% dos votos válidos no primeiro turno, atrás do candidato à reeleição, com 40,18%.

A campanha de Clécio tem o reforço do colega de partido e senador Randolfe Rodrigues, que ganhou notoriedade com a CPI de Carlinhos Cachoeira. Um dos alvos da comissão foi o ex-senador Demóstenes Torres (ex-DEM).

O democrata e deputado federal Davi Alcolumbre, quarto colocado no primeiro turno, já gravou apoio a Clécio. Embora não haja "coerência pragmática", diz ele, PSOL e DEM formaram uma "aliança pela moralidade".

O atual prefeito foi preso em 2010 sob suspeita de fraude em licitações, em operação da Polícia Federal. Góes voltou ao cargo depois de passar dois meses preso.

O senador Randolfe afirma que a aliança foi feita com o ex-candidato Alcolumbre, não com o DEM. Ele diz considerar natural que o PSOL receba apoio de quem é contra uma "facção criminosa" que está à frente de Macapá.

Clécio também tem apoio de líderes do PC do B e do PTB e negocia com PT e PSB.

Para Alberto Góes, da coordenação da campanha do prefeito, a união entre as duas siglas é "um tanto esquizofrênica". Sobre as acusações, afirma que o prefeito não foi indiciado por nenhum crime.

http://www1.folha.uol.com.br/poder/1169658-psol-recebe-apoio-do-dem-em-alianca-pela-moralidade-em-macapa.shtml

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

Pages