Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Inquérito dos Portos complica a situação de Michel Temer

Michel Temer é a bola da vez na sinuca de bico da política brasileira. Em termos mais culinários, a batata do ex-presidente está assando

Por Claudio Carneiro

Enquanto se digladiam nas redes sociais com ataques aos que convencionaram chamar – dependendo do lado – de esquerdopatas ou bolsominions, defensores de Lula e simpatizantes de Bolsonaro mais parecem torcidas organizadas – destas que sequer podem frequentar o mesmo estádio, como de fato e infelizmente já ocorre no futebol brasileiro. No mesmo momento em que disseminam uma série de piadas, denúncias, ataques e material fake contra aquele que elegeram como adversário, os grupos distintos – com diferenças ideológicas irreconciliáveis – não se dão conta de que um “inimigo comum” começa a viver seu inferno astral.

Por seu comportamento mais voltado aos bastidores e subterrâneos, e de perfil menos protagonista – mesmo tendo chegado à presidência da República –, Michel Temer não tem o poder de dividir ódios e paixões nas redes como Lula ou Bolsonaro. Sem torcida organizada – contra ou a favor –, é certo que o ex-presidente Michel Temer é a bola da vez na sinuca de bico da política brasileira. Em termos menos esportivos e mais culinários, a batata de Temer está assando. Atendendo a pedidos da Procuradoria-Geral da República (PGR), o ministro Luís Roberto Barroso, do STF, decidiu esta semana pelo fatiamento de uma série de inquéritos contra Michel Temer. E pior: sem foro privilegiado, Temer será investigado em primeira instância.

À Justiça Federal do Distrito Federal, Barroso encaminhou as investigações sobre o chamado “inquérito dos Portos” – que atinge em cheio o ex-presidente. O ministro mandou para a Justiça Federal de São Paulo as apurações por lavagem de dinheiro que envolvem a filha de Temer, Maristela, e o fiel amigo e escudeiro dele, o coronel João Baptista Lima Filho.

Lima seria laranja de Temer

De acordo com a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR), a reforma da casa de Maristela em São Paulo seria um dos indícios da relação entre Temer e empresas do setor portuário, tendo Lima como uma espécie de laranja. Que nos perdoem o trocadilho – seria engraçado se não fosse grave.

A denúncia contra a filha de Temer diz claramente: “Pelas provas colhidas, Maristela Temer agiu com consciência e vontade de mascarar a origem dos recursos empregados nas obras da reforma de sua residência, haja vista que existem recibos em seu nome de serviços que não foram por ela custeados”. A PGR lista ainda as empresas Argeplan, Eliland e PDA Projetos – todas em nome do coronel Lima – como “fachadas” perfeitas para o recebimento de propinas, inclusive do nicho econômico do setor portuário, que teriam Temer como principal destinatário. Já na 7ª Vara Federal Criminal no Rio de Janeiro, são apurados pagamentos indevidos que podem comprometer a eminência parda de Temer durante encontros noturnos nos subterrâneos do Palácio Jaburu: seu ex-superministro Moreira Franco. Todos esses valores somados ultrapassam R$ 30 milhões.

Nada é tão ruim que não possa piorar

Relator da Operação Lava Jato no Supremo, o ministro Edson Fachin encaminhou esta semana à Justiça Federal do DF denúncias da J&F apresentadas pelo ex-procurador-geral Rodrigo Janot contra Temer pelos crimes de corrupção passiva, organização criminosa e obstrução de Justiça. Para quem não se lembra, essas acusações se referem ao episódio – posteriormente delatado pela holding dos irmãos Joesley e Wesley Batista – no qual o então deputado federal Rodrigo Rocha Loures foi filmado pela Polícia Federal carregando uma mala com R$ 500 mil em dinheiro vivo que recebera, minutos antes, de mensageiros da empresa em uma pizzaria em São Paulo. O episódio fragilizou – e quase nocauteou – Temer.

Como nada é tão ruim que não possa piorar, Fachin também despachou ao TRE-SP investigação que aponta os ex-ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco como beneficiários de recursos ilícitos – da ordem de R$ 14 milhões – como pagamento por terem atendido a interesses da Odebrecht quando ocuparam – um de cada vez – a pasta da Secretaria de Aviação Civil, tutelados por Temer.

Procurada, a defesa de Temer preferiu não se manifestar.

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

Votar ao Topo