Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Bolsonaro diz que lei trabalhista tem que se aproximar da informalidade

Depois de dizer que "é difícil ser patrão no Brasil", presidente eleito voltou a reforçar que pretende, em seu governo, reduzir os direitos dos trabalhadores; capitão da reserva também prometeu não demarcar mais nenhum centímetro de terra indígena ou quilombola

Em reunião com deputados do DEM nesta quarta-feira (12) em Brasília, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) voltou a reforçar que pretende, em seu governo, reduzir os direitos dos trabalhadores. Ele chegou a afirmar que a lei trabalhista “tem que se aproximar da informalidade”.

“No que for possível, sei que está engessado o artigo sétimo [da Constituição], mas tem que se aproximar da informalidade”, disse, antes de reafirmar que é “difícil” ser patrão no Brasil.

Ao longo da campanha, Bolsonaro repetiu por inúmeras vezes que o trabalhador terá que escolher entre direitos ou emprego.

Na mesma reunião com parlamentares, o capitão da reserva, sob aplausos, ainda garantiu que não trabalhará pela preservação da cultura indígena e quilombola.

“Não demarcarei um centímetro a mais de terra indígena. Ponto final”, disse, sob aplausos. Não tem mais terra para quilombola também, acabou. Não vou entrar em detalhes, mas isso tem a ver com segurança jurídica no campo”, disparou



←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

Votar ao Topo