Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Oito anos do Estatuto da Igualdade Racial

O Estatuto da Igualdade Racial completa, nesta sexta-feira (20), oito anos de combate a discriminação e preconceito no Brasil. A Lei nº 12.288/2010 sancionada pelo presidente Lula, é um marco no que diz respeito a políticas de propagação da equidade no país. Naquele mesmo dia, Lula também criou a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab).

Em um país marcado por sua herança escravocrata, o Estatuto foi pensado como um registro de medidas eficazes para a luta contra o racismo. Com 65 artigos, o documento abrange áreas como cultura, esporte, saúde, acesso a moradia, liberdade religiosa, entre outras. Sua criação possibilitou o alicerce legal necessário para que o Estado pudesse criar políticas efetivas para promover a igualdade racial.

O secretário Nacional de Combate ao Racismo do Partido dos Trabalhadores, Martvs Chagas, falou sobre a importância do Estatuto. “É o único marco legal que reconhece que o Brasil é um país racista”. Ele esclareceu que o documento permitiu a consolidação de políticas públicas que hoje são de extremo valor para a sociedade, como a lei de cotas que reserva para pessoas negras e pardas 20% das vagas em concursos para cargos na administração pública federal e 50% em universidades públicas, dividido entre vagas para negros e estudantesque cursaram o ensino médio em escolas públicas.

Apesar dos negros e negras serem a maior parcela da população brasileira (52,9% segundo dados da PNAD 2013), são minoria nas universidades e no mercado de trabalho. As cotas possibilitam a inclusão e acesso de pessoas que recebem os frutos podres do passado escravagista do país.

O estatuto também assegura a liberdade de crença, e protege as religiões de matriz africana e seus locais de culto.

“A existência do Estatuto legitimou o discurso de negros e negras que sofrem e lutam diariamente contra o racismo em um país embebido com a herança histórica da escravatura”, declarou Martvs.

Martvs explicou que uma das grandes conquistas do Estatuto foi a criação do Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir), que permite organizar e articular de ações de combate ao preconceito, racismo e discriminação em conjunto com os estados e municípios.
Golpistas atacam estatuto

O secretário alertou também para as ameaças que o Estatuto vêm sofrendo por conta do governo irresponsável de Temer. “O Estatuto está sendo atacado por conta do golpe, atualmente não temos ações de combate ao racismo, vemos o aumento da violência, aumento da pobreza, do desemprego, que são coisas que afetam principalmente a população negra”.

Para Martvs, ainda há um longo caminho a ser percorrido para que o povo negro alcance a mesma posição de igualdade com o restante da sociedade. “É lamentável que um Estatuto como esse, que é objeto de promoção da equidade, e as políticas públicas no Brasil esteja sendo desmontado”, finalizou.

Conheça o Memorial da Democracia, um museu virtual produzido pelo Instituto Lula com o objetivo de contribuir para o resgate da memória das lutas de nosso povo pela democracia, pela igualdade e pela justiça social.

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

Total de visualizações de página

Votar ao Topo