PF indicia Skaf da FIESP e Steinbruch da CSN, ambos financiaram protestos contra Dilma ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

PF indicia Skaf da FIESP e Steinbruch da CSN, ambos financiaram protestos contra Dilma

Polícia Federal de São Paulo abriu inquérito para investigar o presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf (PMDB-SP), o presidente da CSN (Companhia Siderúrgica Nacional), Benjamin Steinbruch, e o ex-ministro Antônio Palocci por suspeita de corrupção ativa e passiva.


Em nota, a Fiesp afirmou que todas as doações recebidas pela campanha de Paulo Skaf ao governo de São Paulo “estão devidamente registradas na Justiça Eleitoral, que aprovou sua prestação de contas sem qualquer reparo.”

“A assessoria de Paulo Skaf reitera nunca pediu e nem autorizou ninguém a pedir qualquer contribuição de campanha que não as regularmente declaradas.”

O G1 entrou em contato com a assessoria de imprensa da CSN e com os advogados de Palocci e aguarda retorno.

A investigação tem como base a delação premiada de Marcelo Bahia Odebrecht, ex-presidente do Grupo Odebrecht, que afirmou que a organização, a pedido de Benjamin Steinbruch, repassou R$ 14 milhões a Antônio Palocci Filho e R$ 2,5 milhões a Paulo Antônio Skaf, em razão de um compromisso assumido por Benjamin com o Partido dos Trabalhadores (PT) e com Paulo Skaf. Steinbruch é presidente da CSN e também vice-presidente da Fiesp.

“No termo de depoimento do colaborador Marcelo Bahia Odebrecht, segundo petição número 6820, da Procuradoria-Geral da República, o grupo Odebrecht, a pedido de Benjamin Steinbruch repassou R$ 14 milhões a Antônio Palocci Filho e R$ 2,5 milhões a Paulo Antônio Skaf, em razão de um compromisso assumido por Benjamin com o Partido dos Trabalhadores e com Paulo Antônio Skaf, o que pode configurar a prática dos crimes previstos nos artigos 317 (corrupção passiva) e 333 (corrupção ativa), ambos do Código Penal, sem prejuízo de outros porventura descobertos no curso da investigação criminal” , diz o documento que solicita a investigação.

←  Anterior Proxima  → Inicio

Você é a favor da Reforma da Previdência ?

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

SERIPAN

Votar ao Topo