Raquel Dodge engaveta processo contra Beto Richa pelo massacre dos professores ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

Raquel Dodge engaveta processo contra Beto Richa pelo massacre dos professores

Raquel Dodge, como se sabe, não foi norma da procuradora-geral da República Pará não atender aos que apoiaram o golpe. Com ares de engavetadora geral da República, suspendeu a investigação e a denúncia contra Beto Richa. O caso é referente ao massacre dos professores, que ocorreu em frente ao Palácio de governo em Curitiba.
 


Na ocasião, os professores estaduais protestavam contra a destruição da educação e a forte repressão à categoria no estado do Paraná. O governo estadual de Beto Richa, determinou que a tropa de choque da Política Militar reprimisse a manifestação com força. A desproporcionalidade da força empregada foi tanta, que até helicópteros lançaram bomba de efeito moral e gás lacrimogénio. Chegou-se na ocasião, a disparar balas de borracha da aeronave sobre a multidão de professores.

O fato ocorrido em 29 de abril de 2015, foi completamente ignorado por Raquel Dodge, que determinou o arquivamento da investigação, que tinham como alvos, o Secretário de Segurança Pública, o deputado Fernando Franceschini, do SD-PR, e o governador do estado, Beto Richa, do PSDB.

Segundo Raquel Dodge, “não há embasamento mínimo para deflagrar medidas investigativas, nem justa causa para instaurar inquérito em decorrência dos fatos narrados”. Dodge, completamente desumana, desconsiderou os 213 feridos e hospitalizados, em Curitiba. Ainda, negligenciou a investigação do Ministério Público do Paraná, que viu indícios de ação violenta desproporcional aplicada pela Polícia Militar, contra os professores e funcionários públicos, que lutava contra o confisco de R$ 8 bilhões de reais, do fundo de previdência dos funcionários público do estado.

https://www.apostagem.com.br/2017/11/30/raquel-dodge-engaveta-processo-contra-beto-richa-pelo-massacre-dos-professores/
←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SERIPAN

RADIOSNET