Executivo diz no caso Fifa que subornou Marin e que Globo pagou propina ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

Executivo diz no caso Fifa que subornou Marin e que Globo pagou propina

Ex-executivo da Torneos y Competencias, o argentino Alejandro Burzaco disse nesta 3ª feira (14.nov.2017), em depoimento sobre corrupção na Fifa, que emissoras de diversos países, incluindo a TV Globo, pagaram propinas para garantir direitos de transmissão de jogos.

As informações são do G1. O argentino falou em Nova York no 2º dia do depoimento de ação contra o ex-presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) José Maria Marin e outros dirigentes ligados à Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol).

O argentino também é réu na investigação conduzida pela Justiça norte-americana. Ele fechou 1 acordo de delação premiada no caso.

Burzaco também afirmou que subornou Marin e outros 2 réus no caso, o paraguaio Juan Ángel Napout e o peruano Manuel Braga.

Ele listou empresas de mídia e de intermediação que teriam feito pagamentos. Ele citou as brasileiras TV Globo e a Traffic. Além da Media Pro (Espanha), a Fox Sports (EUA), a Televisa (México) e a Full Play (Argentina).

Marin foi preso em maio de 2015 na Suíça. Cumpre prisão domiciliar em Nova York desde novembro daquele ano.

Marin e outros 41 dirigentes e empresários de futebol foram indiciados por 92 crimes. O esquema teria movimentado US$ 200 milhões durante 25 anos.

OUTRO LADO: GRUPO GLOBO

O Grupo Globo defendeu-se das acusações de Burzaco. Alega em nota (abaixo) que “não pratica nem tolera” pagamentos de propina. O grupo também afirma que está à disposição da Justiça dos EUA.

“Sobre depoimento ocorrido em Nova York, no julgamento do caso Fifa pela Justiça dos Estados Unidos, o Grupo Globo afirma veementemente que não pratica nem tolera qualquer pagamento de propina. Esclarece que após mais de dois anos de investigação não é parte nos processos que correm na Justiça americana. Em suas amplas investigações internas, apurou que jamais realizou pagamentos que não os previstos nos contratos.

Por outro lado, o Grupo Globo se colocará plenamente à disposição das autoridades americanas para que tudo seja esclarecido. Para a Globo, isso é uma questão de honra. Não seria diferente, mas é fundamental garantir aos leitores, ouvintes e espectadores do Grupo Globo que o noticiário a respeito será divulgado com a transparência que o jornalismo exige.”

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SERIPAN

RADIOSNET