AÇÃO DA POLÍCIA PAULISTA CONTRA FILHO DE LULA FOI PRÁTICA NAZISTA ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

AÇÃO DA POLÍCIA PAULISTA CONTRA FILHO DE LULA FOI PRÁTICA NAZISTA

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, deve um pedido formal de desculpas ao ex-presidente Lula em razão da busca policial realizada contra Marcos Lula da Silva, que ontem foi vítima de busca e apreensão em razão de uma denúncia anônima – e infundada – sobre tráfico de drogas; o pedido de busca foi feito por um delegado da Polícia Civil paulista à justiça de Paulínia, que autorizou a ação; no mandado, havia apenas o endereço, sem identificação do alvo; prática é típica de estados de exceção e indica que qualquer cidadão poderá ser alvo de uma polícia política, assim como nos tempos do nazismo; mesmo sem encontrar drogas, a polícia levou computadores e outros bens do filho de Lula; "Não podemos permitir que as instituições públicas sejam usadas de forma discricionária e para uso político", diz o deputado Alencar Santana, líder do PT na Assembleia Legislativa de São Paulo


O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), deve um pedido formal de desculpas ao ex-presidente Lula em razão da busca policial realizada contra Marcos Lula da Silva, que ontem foi vítima de busca e apreensão em razão de uma denúncia anônima – e infundada – sobre tráfico de drogas.

O pedido de busca foi feito por um delegado da Polícia Civil paulista à Justiça de Paulínia. A autorização veio da juíza Marta Brandão Pistelli. No mandado, havia apenas o endereço, sem identificação do alvo.

A prática é típica de estados de exceção e indica que qualquer cidadão poderá ser alvo de uma polícia política, assim como nos tempos do nazismo. "Não podemos permitir que as instituições públicas sejam usadas de forma discricionária e para uso político", diz o deputado Alencar Santana, líder da bancada do PT na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Embora não tenham sido encontradas drogas na residência, a polícia levou computadores, documentos e disquetes do filho de Lula, que deverá ser ouvido sobre a acusação improcedente nesta quarta-feira.

Abaixo, o mandado de busca, o registro dos bens apreendidos e a nota do parlamentar:


Alckmin tem que explicar perseguição de sua polícia aos filhos de Lula

A Bancada de deputados e deputadas estaduais do PT de São Paulo tem alertado a população e a militância sobre a campanha de ódio - alimentada por veículos de imprensa e grupos políticos - contra o ex-presidente Lula, assim como contra seus familiares e contra o Partido dos Trabalhadores.

Nesse contexto, uma operação infundada, de busca na casa de Marcos Lula da Silva, filho do ex-presidente, foi realizada pela Polícia Civil, sob a alegação de uma suposta denúncia anônima envolvendo a presença de drogas e armas na residência. No entanto, nada foi encontrado e nenhuma transgressão às leis foi constatada.

Os deputados e deputadas estaduais do do PT exigem esclarecimentos do Governador Geraldo Alckmin e de seu Secretário de Segurança Pública acerca dos motivos de tal operação, de claro caráter político.

Assim como exigem a identificação do autor da falsa denúncia. Não podemos permitir que as instituições públicas sejam usadas de forma discricionária e para uso político. Todos perdem com isso, principalmente o Estado Democrático de Direito.

Ao ex-presidente, perseguido de forma insana por setores aterrorizados com sua capacidade política e de liderança do povo, liderando todas as pesquisas de intensão de votos para 2018, prestamos nosso apoio e solidariedade.

Alencar Santana Braga
Deputado Estadual
Líder do PT na Alesp

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SERIPAN

SOARTE

RADIOSNET