Senado Federal realiza audiência pública para debater situação financeira da Unilab, Unila e institutos federais ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

Senado Federal realiza audiência pública para debater situação financeira da Unilab, Unila e institutos federais

Na manhã desta terça-feira (15), em Brasília/DF, a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), do Senado Federal, por meio do gabinete do senador Paulo Paim, trouxe a discussão sobre a situação financeira da Universidade Federal da Integração Luso-Afro Brasileira (Unilab), da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila) e dos Institutos Federais do Brasil.

A Unilab esteve representada pela professora do Instituto de Humanidades e Letras (IHL), Vera Rodrigues; pelo pró-reitor de Planejamento, Plínio Maciel; e pelo pró-reitor de Relações Institucionais, Edson Borges. Pela Unila, participaram o reitor, Gustavo Oliveira Vieira; e a secretária-geral da Seção Sindical do Andes na Unila (Sesunila), Adréia Moassab.

Após apresentar a Unilab aos presentes, o pró-reitor de Planejamento, Plínio Maciel, enfatizou que “a Unilab não é uma política de governo, é uma política de estado”, tendo a necessidade de realizar a manutenção de suas relações externas, as quais fazem parte do seu plano institucional, assim também como a Unila.

Para o pró-reitor de Planejamento, “a característica hoje das universidades novas leva os reitores a ter que administrar com poucos recursos, precisando de infraestrutura, sem ter um aporte suficiente para tal fim”. De acordo com ele, a Unilab está sofrendo contingenciamento interno ao longo dos anos, em relação ao custeio, e a Proposta Orçamentária para 2018 foi fechada replicando o orçamento de 2017, embora o contingente de estudante esteja ascendente a cada processo seletivo.

“Juntamente com outras universidades, a Unilab está passando por um regime de contingenciamento interno, tendo que fazer escolhas prioritárias. Para esse ano tivemos um contingenciamento de 20% no custeio, 40% de recursos de arrecadação própria e 70% de investimentos”, detalhou Plínio. Desta forma, “uma universidade que tem 70% dos seus investimentos contingenciados não se implanta, a sua estrutura não se desenvolve. Não amadurece”, completou.

Para a professora Vera Rodrigues, a perspectiva que norteou toda a audiência pública, em relação a Unilab, foi “a defesa do projeto Unilab como uma política de estado”, a partir da apresentação de dados que demonstram a importância da instituição no contexto das relações regionais, nacionais e internacionais. Considerando ser uma universidade nova – com apenas 7 anos -, ela tem história, trajetória e tem nome”, explicou a docente.

Como resultado da audiência pública, houve a proposta de criação de uma Comissão Mista em defesa das universidades em implantação, bem como a articulação em conjunto entre as duas jovens universidades, encaminhamento do convite ao ministro da educação e a secretaria executiva nacional de ensino superior para participar de nova audiência pública para ampliar o debate, além da realização de audiência pública com a participação do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) e reitores dos institutos federais sobre “Os processos administrativos dos institutos federais e o fim da estabilidade do servidor”, em razão do clima de perseguição que estão seus diretores, entre outras. Para Vera Rodrigues, a associação com a Unila, será “a formação de uma unidade, um pertencimento”.

A participação da Unilab foi resultado da articulação política de coletivos de docentes da Unilab, que surgiu em virtude da publicação do aditivo III do Edital nº 17/2017, que trata sobre a não oferta de auxílios estudantis a novos ingressantes pelo Processo Seletivo de Estudantes Estrangeiros, devido à indisponibilidade orçamentária, ocorrido em junho deste ano. Segundo os docentes, o objetivo da articulação era compreender a situação financeira da Unilab e propor alternativas e caminhos para fortalecimento da integração internacional.

A participação da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila) na audiência foi motivada pela proposta recente de sua extinção a partir da emenda aditiva 55 à Medida Provisória 785/2017, de autoria do deputado federal Sérgio Souza (PMDB-PR), ao propor a transformação da Unila em Universidade Federal do Oeste do Paraná (UFOPR), incorporando-se aos dois campi da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Nesta quarta-feira (16), haverá nova discussão a respeito em audiência pública promovida pela Representação Brasileira no Parlamento do Mercosul, no Senado Federal.

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SOARTE

RADIOSNET