Ator morto com golpes de taco de beisebol tinha data marcada para voltar aos palcos ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

Ator morto com golpes de taco de beisebol tinha data marcada para voltar aos palcos


O ator Eliton Torres, de 23 anos, morto a golpes de taco de beisebol, estava com data marcada para voltar aos palcos. O jovem estava no elenco do espetáculo “Princípios transgredíveis para amores precários”, com estreia prevista para o dia 11 de julho, no Teatro Serrador, na Cinelândia, no Centro do Rio. O corpo de Eliton foi sepulado às 13h40 desta terça-feira, no cemitério do Caju.

— Ele estava feliz que ia fazer a peça. Era um garoto que tinha muita garra. Apesar de não ter tido uma vida fácil, batalhava para conquistar seu sonho. E conquistou a todos. Ele conheceu a companhia ao fazer uma oficina, há dois anos, e desde então entrou para a nossa família. Foram dois anos incríveis — conta Renato Farias, de 50 anos, diretor da companhia de teatro “Íntimos”.

Cerca de cem pessoas assistiram ao enterro. Entre eles, ex-alunos e professores da Escola municipal Gonçalces Dias, em São Cristóvão, onde Eliton cursou o ensino fundamental. Um grupo de amigos estampou o rosto da vítima em uma camisa como forma de homenagem. De acordo com a professora de Português Nilza Melo, de 70 anos, Eliton chegou a receber, das mãos da então secretária Claudia Costin, um certificado de melhor aluno da unidade.

— Era um aluno maravilhoso. Alegre e irreverente, como todo adolescente, mas inteligentíssimo. Um dia, contou para mim que não sabia qual carreira iria seguir. Eu disse que ele era um ator nato. Estava fazendo um livro de contos. Acabou deixando um conto inacabado nas nossas vidas — diz.

Muito emocionada, a mãe do jovem, Marisa Torres, de 51 anos, dizia a parentes que não desejava a dor que sentia nem para ninguém; nem mesmo para o agressor de seu filho.

— Minha vida acabou. Ele era um bom filho, tinha muitos amigos e agora deixa saudades em todos — desabafa a mãe.

Antes de o caixão ser fechado, amigos fizeram discursos e leram poemas em homenagem a Eliton. "A justiça do homem pode falhar, mas a de Deus não falhará. Todos nós estamos revoltados, mas temos que clamar por Justiça", disse um dos rapazes.

Pai de suspeito era assessor parlamentar

De acordo com relatos, Eliton comemorava o aniversário, na madrugada da última quinta-feira, quando teria sido golpeado na cabeça com um taco de beisebol por Lucas Almeida Soares, de 21 anos, na Rua Nogueira da Gama, em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio. O suspeito é filho de Raul Soares Neto, que trabalhava como assessor parlamentar do deputado estadual Chiquinho da Mangueira e foi exonerado nesta segunda-feira. O assessor parlamentar teria presenciado a agressão e dado um tiro paro o alto para impedir que outras pessoas apartassem a briga.

O jovem foi levado para o Hospital municipal Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na manhã de sábado. De acordo com a Secretaria municipal de Saúde, a vítima deu entrada na unidade em estado grave e foi diagnosticada com traumatismo craniano.

O caso foi registrado na 17ª DP (São Cristóvão) como “homicídio provocado por paulada”. Com a morte de Eliton, no entanto, o inquérito foi transferido para a Divisão de Homicídios (DH) da capital.

Até a tarde desta terça-feira, a polícia havia ouvido quatro testemunhas do crime. Raul e Lucas não foram encontrados em casa pelos agentes e nenhum advogado dos suspeitos compareceu à delegacia.

— Estamos fazendo diligências e espero que em breve daremos uma resposta positiva sobre essa investigação — diz Fabio Cardoso, delegado titular da Divisão de Homicídios (DH) da capital.

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SERIPAN

SOARTE

RADIOSNET