TJ aceita denúncia e cinco deputados se tornam réus na Operação Drácon ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

TJ aceita denúncia e cinco deputados se tornam réus na Operação Drácon


O Conselho votou de forma unânime pelo acolhimento da denúncia contra quatro deputados: Celina Leão (PPS), Julio Cesar (PRB), Bispo Renato Andrade (PR) e Cristiano Araújo. No caso de Raimundo Ribeiro (PPS), a votação ficou em 12 votos contra 5

O Conselho Especial do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) decidiu tornar réus os cinco deputados distritais denunciados pela Operação Drácon – que apura suspeita de corrupção passiva por parte dos parlamentares. Celina Leão (PPS), Raimundo Ribeiro (PPS), Julio Cesar (PRB), Bispo Renato Andrade (PR) e Cristiano Araújo (PSD) negam as acusações. Autor da denúncia, o Ministério Público do DF defende que eles sejam proibidos até mesmo de entrar na Câmara.

O Conselho foi unânime em aceitar a denúncia contra Celina, Júlio Cesar, Bisco Renato e Araújo, mas a votação em relação a Ribeiro terminou em 12 a 5 votos. Dos 21 membros do Conselho Especial, apenas 18 estiveram presentes. Não estiveram presentes os desembargadores Fernando Habibe, Silvanio Barbosa dos Santos e Waldir Leôncio Júnior. O fato de se tornarem réus não atesta que os deputados sejam culpados. Significa, porém, que o Tribunal de Justiça recebeu a denúncia do Ministério Público e vai analisar o caso ao longo da ação.

O relator do caso no Conselho Especial, José Divino, foi o primeiro a defender a aceitação da denúncia. Ele leu trechos dos áudios gravados nos gabinetes dos deputados envolvidos, assim como aqueles gravados por Liliane Roriz (PTB) que deram origem à denúncia. O desembargador Roberval Belinati, por sua vez, defendeu a operação e afirmou que a Drácon “descortinou um esquema de corrupção envolvendo deputados distritais e servidores”.

Do lado de fora, grupo contrários e favoráveis aos deputados investigados protestavam e gritavam palavras de ordem. Apenas Celina Leão e Raimundo Ribeiro estiveram no julgamento. Cristiano Araújo, Julio Cesar e Bispo Renato enviaram os advogados.

O caso de Raimundo Ribeiro foi considerado diferente por alguns desembargadores, que defenderam até mesmo que o deputado não se tornasse réu. Porém, apenas cinco desembargadores encaparam a tese que aliviaria o parlamentar, o que o colocou na mesma situação dos colegas.

Procurados, os deputados envolvidos ainda não se posicionaram sobre o acolhimento da denúncia.

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

SERIPAN

Ir para o Topo