O Hospital e Maternidade de Santa Luísa de Marillac em Aracati anuncia que fechará suas portas ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

O Hospital e Maternidade de Santa Luísa de Marillac em Aracati anuncia que fechará suas portas

Em comunicado, a direção do Hospital explica que depois de mais de 60 anos de serviços prestados ao povo aracatiense, o Hospital e Maternidade Santa Luísa de Marillac anuncia que fechará suas portas no dia 1º de março. A causa do problema é o déficit mensal de R$ 150.000,00 e um acumulado de R$ 1.200.000,00 que precisa ser corrigido. Outros esclarecimentos serão dados numa coletiva de imprensa, marcada para sábado (18) às 9 horas no auditório do HSLM.

Em nota a direção do hospital lembra que é a única maternidade que atende as cidades de Aracati, Fortim, Itaiçaba e Icapuí, por isso, as gestões das respectivas cidades terão de apresentar um plano de emergência para atender a toda a demanda do Sus de Obstetrícia e Pediatria. Imaginem todos a aflição que terá uma gestante em trabalho de parto sem encontrar maternidade na região.
Nota de esclarecimento

A Prefeitura de Aracati deve R$ 462.544,00 referentes aos serviços prestados em 2016. Não interessa que a dívida seja de outra gestão. O que importa é que os médicos receberam apenas metade do mês de outubro, além de não terem recebido nada em novembro, dezembro e janeiro, e ninguém, em bom juízo pode deixar de dar razão a eles.

Foi decidido em reunião do Corpo Clínico, na última terça feira, 14/02/2017, às 19 horas, que obstetras, pediatras e anestesistas não mais disponibilizarão seus nomes para a escala de plantonistas a partir de 1º de março, ou seja, não haverá atendimento médico às crianças e às gestantes.

Foi aprovado pelo Corpo Clínico por unanimidade uma proposta a ser enviada ao prefeito municipal Bismarck Maia com o seguinte teor: 1. Pagamento integral do débito do ano de 2016, no valor de R$ 462.544,00; 2. Renovação do convênio, retroativo a janeiro de 2017, no qual a Prefeitura de Aracati repassará mensalmente ao Santa Luísa o valor de R$ 94.397,95 correspondente à parcela do rateio com os demais municípios.

Aprovou também que, em não havendo acordo seriam tomadas as seguintes medidas após 10 horas da manhã do dia 17/02/2017: 1- O Hospital convocará uma coletiva de imprensa para anunciar a paralização de 01/03/2017; 2 – Serão comunicados dessa decisão o Conselho Regional de Medicina, o Ministério Público, a Secretaria de Saúde do Estado, o Tribunal de Contas dos Municípios, o Conselho Estadual de Saúde, as Câmaras de Vereadores e a população.

Nada foi feito

A população precisa saber que desde meados do ano passado, o Hospital e Maternidade vem realizando reuniões junto à administração pública, inclusive acionando o Ministério Público e alertando entidades de classe para a situação financeira crítica do Hospital pelos compromissos não honrados pelo poder público.

Nada deu certo, nem na gestão anterior, nem na atual. Todos concordam e nenhuma providência é tomada. Até a manhã desta sexta-feira, o corpo clínico e a direção do Hospital esperaram uma posição da Prefeitura de Aracati sobre o problema, o que não aconteceu.

Lutamos enquanto foi possível; apelamos a quem achamos que poderia resolver o problema, mas, infelizmente, não temos mais forças para lutar sozinhos. Nossa vocação e obstinação não foram reconhecidos.

Muitos chamam de campanha emocional ou tentam politizar o descaso com o Hospital, mas a verdade é que estamos falando de vidas de mães, gestantes, crianças e bebês, além dos mais de 93 funcionários que ganham o seu sustento diretamente através do Hospital e Maternidade Santa Luíza de Marillac.

Juntos poderíamos ser mais fortes, mas sozinhos estamos condenados a padecer. O HMSLM sofre bastante com essa decisão, não apenas por essa página triste na história da Instituição, mas pela consequência disso na vida de quem mais precisa, especialmente os mais pobres.
 
←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SERIPAN

RADIOSNET