Alckmin demite 65 músicos e desmonta Banda Sinfônica ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

Alckmin demite 65 músicos e desmonta Banda Sinfônica

Governo estadual extingue "banda que é referência não só para os jovens de São Paulo interessados na música erudita quanto do país todo", afirma regente



"Indescritível é minha tristeza (...) Independente do luto que estamos vivendo, necessito declarar minha gratidão a todos os músicos e à equipe da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo", lamentou o regente Marcos Sadao Shirakawa, a demissão de 65 músicos, promovida pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), na manhã de ontem (9). O desmonte da cultura em São Paulo já era anunciado desde dezembro do último ano, quando a Organização Social (OS) responsável pela gestão da Banda Sinfônica, Instituto Pensarte, comunicou os músicos sobre escassez de recursos.

Além da Banda Sinfônica, sofreram com cortes a Jazz Sinfônica e a Orquestra Theatro São Pedro. De acordo com o governo, eventualmente os músicos poderão ser chamados para apresentações patrocinadas, mas sem vínculo. Entretanto, para os integrantes da banda, não se trata apenas de demissões. "A luta para salvar a Banda Sinfônica não é apenas para garantir o emprego dos 65 músicos: a instituição precisa existir para que os músicos do futuro tenham como exercer seu ofício", afirma a equipe por meio de uma página criada no Facebook intitulada SOS Banda Sinfônica.

Na terça-feira (7), a deputada estadual Leci Brandão (PCdoB) se manifestou, em audiência pública na Assembleia Legislativa, contra o desmonte da cultura promovido por Alckmin. "Estamos falando de cidadãos brasileiros, paulistas ou não, que trazem algo importante para os seres humanos que é a cultura. Música é cultura, educação e vida. Orquestras salvam vidas. A banda, compositores, trazem transformação para a vida das pessoas. Infelizmente hoje só se dá atenção para a violência, isso porque não se dá atenção para a cultura e a música", afirmou.

No fim da audiência, deputados e integrantes da banda assinaram uma moção para propor um repasse de R$ 5 milhões que pudesse custear a continuidade da banda. Tal orçamento já havia sido liberado pela Assembleia. Entretanto, Alckmin contingenciou o valor alegando dificuldades financeiras. Também foi entregue uma carta ao Instituto Pensarte e à Secretaria de Cultura propondo redução de salários e jornadas dos músicos.

"Encerramos 27 anos de história da banda que é referência não só para os jovens de São Paulo interessados na música erudita quanto do país todo. É uma perda para todos, músicos, compositores, jovens que estão iniciando a carreira e toda a sociedade", afirmou o maestro Shirakawa. No último domingo (5), o lamento e a despedida marcaram a última apresentação pública da banda, realizada no vão livre do Masp, na Avenida Paulista. Na ocasião, houve protesto contra o fim da banda ao som de arranjos de músicas como Bolero de Ravel e Aquarela do Brasil.

http://www.redebrasilatual.com.br/entretenimento/2017/02/alckmin-demite-65-musicos-e-desmonta-banda-sinfonica?utm_source=redes&utm_campaign=RBA2&utm_medium=banner&utm_content=bandasinf%C3%B4nica
←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SOARTE

RADIOSNET