Morre aos 95 anos Leda Nascimento Brito, primeira-dama do 'Jornal do Brasil' ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

Morre aos 95 anos Leda Nascimento Brito, primeira-dama do 'Jornal do Brasil'

Morreu nesta quarta-feira (25), em Petrópolis, aos 95 anos, Leda Nascimento Brito, ex-proprietária do Jornal do Brasil. Dona Leda, como era conhecida, foi casada com o ex-diretor executivo do Jornal do Brasil Manoel Francisco Nascimento Brito que, por 52 anos, ficou à frente do jornal, afastando-se em 2000. O casal teve cinco filhos.

Dona Leda era filha do conde Ernesto Pereira Carneiro e Maurina Dunshee de Abranches Pereira Carneiro, a Condessa Pereira Carneiro. O conde levou Nascimento Brito para o jornalismo em 1949, quando o convidou para dirigir a rádio Jornal do Brasil. 

Durante os 52 anos à frente do jornal, Nascimento Brito teve em Dona Leda a força e o companheirismo para enfrentar os momentos mais difíceis. Durante o regime militar, assumiu junto com seu marido a posição firme na luta contra a censura, e ajudou a superar todos os obstáculos impostos ao jornal pela ditadura, que deixaram marcas e trouxeram severos prejuízos à empresa. Dona Leda era a primeira-dama do Jornal do Brasil na defesa do país e da liberdade de imprensa. 

Foi também nesta época que o JB, com ousadas reformas gráficas e apostas editoriais, ganhou ainda mais credibilidade e conquistou o público mais intelectualizado. Uma das marcas foi a criação do Caderno B, o primeiro caderno de cultura da imprensa brasileira.

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SERIPAN

SOARTE

RADIOSNET

Total de Transeuntes