RENAN VIRA 'JURISPRUDÊNCIA' E PREFEITO BAIANO IGNORA ORDEM JUDICIAL ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

RENAN VIRA 'JURISPRUDÊNCIA' E PREFEITO BAIANO IGNORA ORDEM JUDICIAL


O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), está fazendo escola com sua atitude de desobedecer decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de lhe afastar do cargo.

O primeiro 'aluno' de que se tem notícia é o prefeito de Barreiras (interior da Bahia), Antônio Henrique de Souza. Ele se recusou a cumprir uma liminar expedida pelo Tribunal de Justiça do Estado, atendendo a pedido do sindicato dos servidores públicos do município, para obrigar a prefeitura a descontar dos salários e repassar à entidade 1% do valor de toda a folha salarial.

O percentual corresponde ao chamado 'imposto sindical', que torna essas entidades milionárias. O prefeito citou o caso de Renan Calheiros para alegar que também vai descumprir a medida liminar.

Carmélia da Mata, presidente do sindicato, acusa o prefeito de suspender o desconto nos salários dos servidores, assim como o repasse à entidade, "de forma arbitrária e perseguidora".

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SERIPAN

SOARTE

RADIOSNET

Total de Transeuntes