DENÚNCIAS - Comissão de Direitos Humanos denuncia: Mais de 60 manifestantes estão presos em Brasília com base na Lei de Segurança Nacional ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

DENÚNCIAS - Comissão de Direitos Humanos denuncia: Mais de 60 manifestantes estão presos em Brasília com base na Lei de Segurança Nacional


Há mais de 60 presos políticos em Brasília

Da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM), da Câmara dos Deputados

A Polícia do Distrito Federal tem, nesse momento, entre 62 manifestantes presos, segundo advogados e parlamentares que acompanham a situação na delegacia de polícia do Parque da Cidade, em Brasília.

O fundamento é o artigo 20 da Lei de Segurança Nacional.

Segundo o dispositivo, é crime, entre outras condutas, cometer depredação por “inconformismo político”. Estão no local os deputados do Partido dos Trabalhadores João Daniel, Érika Kokay, Ana Perugini, Paulo Pimenta, Leonardo Monteiro, Adelmo Leão e Padre João, que é presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara.

De acordo com ele, os manifestantes estão presos sem que as condutas de cada um sejam individualizadas, o que é uma prática ilegal e arbitrária, que chega a ser ditatorial.

Os manifestantes, de acordo com os relatos, foram presos aleatoriamente, em tentativa de protesto contra a PEC 55.

Em operação de guerra, a polícia do Distrito Federal fechou toda a região no entorno do Congresso Nacional. Além das prisões arbitrárias, reprimiu os manifestantes com bombas de gás e balas de borracha.

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias vem acompanhando há meses os episódios de violência contra manifestantes e realizou duas audiências públicas no segundo semestre de 2016 para debater o tema e propor encaminhamentos. Além disso, no dia 29 de novembro, data da votação do 1° turno da PEC 55, quando uma escalada de repressão policial transformou a Esplanada dos Ministérios em um cenário de violações de Direitos Humanos, o Deputado Padre João solicitou apuração das denúncias junto às autoridades do DF, mas até a noite de hoje (13/12), em que pese a sinalização da assessoria do governador Rodrigo Rollemberg, nenhuma resposta concreta foi dada.

Deputado federal Padre João (PT-MG), presidente da CDHM-Câmara dos Deputados

Os manifestantes estão presos na Delegacia de Polícia Especializada (DPE), do Distrito Federal.

Segundo a CDMH, todos serão qualificados no artigo 20 da Lei de Segurança Nacional.

Trata-se da Lei 7170/1983.


Art. 20 – Devastar, saquear, extorquir, roubar, seqüestrar, manter em cárcere privado, incendiar, depredar, provocar explosão, praticar atentado pessoal ou atos de terrorismo, por inconformismo político ou para obtenção de fundos destinados à manutenção de organizações políticas clandestinas ou subversivas.

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SOARTE

RADIOSNET