MÁFIA DA MERENDA TUCANA TINHA CONTRATO PARA DISTRIBUIÇÃO DA PROPINA ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

MÁFIA DA MERENDA TUCANA TINHA CONTRATO PARA DISTRIBUIÇÃO DA PROPINA

Em depoimento ao Tribunal de Justiça de São Paulo, Cássio Chebabi, ex-presidente da Coaf, a cooperativa investigada na máfia da merenda, voltou a afirmar dois deputados tucanos, Fernando Capez e Duarte Nogueira, foram beneficiados com a propina, além de servidores públicos; Chebabi revelou ainda que, para fornecer sucos de laranja para a Secretaria Estadual de Educação, a Coaf fechou três contratos de gaveta para pagamento de propina; a partir deles, a campanha de Capez de 2014 teria sido beneficiada


Em depoimento ao Tribunal de Justiça de São Paulo, Cássio Chebabi, ex-presidente da Coaf, a cooperativa investigada na máfia da merenda, voltou a afirmar dois deputados tucanos, Fernando Capez e Duarte Nogueira, foram beneficiados com a propina, além de servidores públicos. Agora, o dirigente revelou a existência de três contratos para pagamento de propinas. As informações são de reportagem da CBN.

Chebabi disse que a propina girou em torno de 10% do contrato com a Secretaria de Educação de Alckmin, o equivalente a R$ 1,3 milhão. O ex-presidente da cooperativa revelou quem para fornecer sucos de laranja para a Secretaria Estadual de Educação de São Paulo, a Coaf fechou três contratos para pagamento de propina, dois deles com o escritório de advocacia Paciello.

"A partir dos contratos de gaveta com o escritório Paciello, a campanha de Capez de 2014 teria sido beneficiada. Outra metade da propina teria sido paga a Marcel Julio, lobista no esquema de corrupção. Vanessa Paciello Laurino, apontada como cunhada de Marcel Julio, aparece como sócia do escritório de advocacia.

Na Receita Federal a empresa está registrada no Itaim Bibi, na Zona Oeste da capital paulista. Nesta terça-feira a reportagem foi até o local, um prédio residencial. O porteiro disse não conhecer o escritório nem o nome Vanessa Paciello.

No depoimento ao Tribunal de Justiça, Chebabi disse ainda que boa parte da Secretaria de Educação de São Paulo tinha envolvimento na máfia; que a Coaf ‘tinha que pagar muita gente lá’.

Nesta terça-feira, o presidente da Assembleia Legislativa, Fernando Capez, disse que a afirmação de que ele teve tratativa de dinheiro com integrantes da Coaf é absurda. O deputado falou ainda que não conhece o escritório de advocacia Paciello. O deputado Duarte Nogueira e a advogada Vanessa Paciello não foram localizados pela reportagem."

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

SERIPAN

Ir para o Topo