STF CONCEDE PERDÃO DE PENA DO ‘MENSALÃO’ A DIRCEU ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

STF CONCEDE PERDÃO DE PENA DO ‘MENSALÃO’ A DIRCEU



O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu indulto ao ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, que acabou por extinguir a pena imposta a Dirceu no processo da Ação Penal 470, o chamado 'mensalão'.

Agora Dirceu ficará livre da pena do 'mensalão', que era de sete anos e 11 meses – dos quais já haviam sido cumpridos um ano na cadeia e um ano no regime domiciliar –, mas continuará preso para cumprir sua pena na Lava Jato, pela qual foi condenado a 23 anos e três meses de prisão pelo juiz Sérgio Moro.

Dirceu foi preso em 2015 pela Lava Jato, quando o levaram para Curitiba sob mandado de prisão preventiva. Para tomar a decisão, o ministro Barroso atendeu a um pedido da Procuradoria Geral da República, que havia sugerido o indulto de Natal ao ex-ministro.

Leia aqui a íntegra da decisão, publicada no portal jurídico Jota. 

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SERIPAN

RADIOSNET