Os milhões da Odebrecht: primeiramente Temer, agora José Serra ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

Os milhões da Odebrecht: primeiramente Temer, agora José Serra


Coincidentemente dividindo espaços com o noticiário das Olimpíadas, começam a sair pela via já tradicional dos vazamentos, os produtos da delação premiada da Odebrecht: ontem os R$ 10 milhões pedidos por Michel Temer a Marcelo Odebrecht e entregues em dinheiro vivo, hoje os R$ 34,5 milhões (em valores corrigidos) recebidos por José Serra, em 2010.

Ninguém, senão a hipocrisia nacional, se surpreende com isso, embora o volume de dinheiro impressione.

Nem mesmo Serra negou, preferindo esquivar-se com um “no que diz respeito às finanças, era de responsabilidade do partido”.

Também tira o corpo fora sobre propinas da empreiteira na obra do Rodoanel, dizendo que já a encontrou contratada, e é provável que, neste capítulo, ressuscite-se a figura de Paulo Preto, aquele amigo deixado à margem da estrada na eleição presidencial.

Se a delação da Odebrecht não for podada àquilo que “vem ao caso”, nos critérios deformados de nossa Justiça, vamos ter ainda muitos capítulos.

Em O Globo, sem especificar nomes, a Odebrecht promete apresentar provas que envolvem, além de integrantes do governo federal, 35 senadores, 13 governadores e dezenas de prefeitos.

Fora, claro, deputados e senadores, os mesmos senadores que, em alguns dias, vão condenar uma mulher contra a qual não há nenhuma acusação de ter pedido dinheiro, ao contrário do que há contra Michel Temer, agora.

Depois, veremos o esforço da mídia em recolher a caixa de demônios que ela própria fez se abrir.
 
←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SOARTE

RADIOSNET