Rede do governo federal é usada para qualificar como “terrorista” grupo a que Dilma pertenceu ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

Rede do governo federal é usada para qualificar como “terrorista” grupo a que Dilma pertenceu

 
Alteração feita na Wikipédia diz que a organização VAR-Palmares, que teve a presidente afastada entre os seus integrantes, lançava mão de “práticas terroristas” visando a “implantação de uma ditadura comunista no Brasil”

Em agosto de 2014, uma alteração feita nos perfis da Wikipédia dos jornalistas Miriam Leitão e Carlos Alberto Sardenberg causou grande polêmica. O motivo foi o fato de um computador da Casa Civil da Presidência da República ter sido usado para fazer críticas severas aos dois analistas econômicos, colocando em dúvida tanto a sua competência profissional quanto a sua ética. Na época, o principal gabinete do Palácio do Planalto era ocupado por Dilma Rousseff, então candidata à reeleição.

Agora, a própria Dilma é atingida, ainda que de forma indireta, por uma mudança feita na Wikipédia de um computador logado na rede do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro). O terminal foi utilizado, na tarde desta terça-feira (5), para modificar a definição do verbete “VAR-Palmares”, a Vanguarda Armada Revolucionária Palmares, grupo armado que lutou contra a ditadura militar no final da década de 1960 e início dos anos 1970 e que teve a presidente afastada entre os seus integrantes.

Antes, a Wikipédia dizia que a “Vanguarda Armada Revolucionária Palmares foi uma organização política brasileira de extrema esquerda, que atuou durante a ditadura militar brasileira (1964-1985) utilizando-se de tática de guerrilha urbana, visando a derrubada do regime”.

Já o texto alterado afirma que a VAR-Palmares “foi uma organização política brasileira de extrema esquerda, que atuou durante a ditadura militar brasileira (1964-1985) utilizando-se de práticas terroristas visando a derrubada do regime e implantação de uma ditadura comunista no Brasil”.

A mudança foi identificada pelo Brasil Wikiedits, perfil que monitora as alterações operadas na conhecida enciclopédia virtual a partir da rede dos Três Poderes. Os perfis de outros grupos que lutaram contra a ditadura, como MR-8 e Colina, não sofreram nenhuma modificação.

Paulo Freire

Na semana passada, o Brasil Wikiedits constatou que a rede do Serpro havia sido usada para alterar o perfil biográfico do educador Paulo Freire na Wikipédia. Com as mudanças, ele passou a ser descrito como um dos responsáveis pela “doutrinação marxista” no país.

Em nota, o Serpro informou que a alteração não partiu de suas instalações, mas de um órgão público federal que não poderia ter o nome divulgado por questões contratuais.

Em relação à alteração do artigo sobre a VAR-Palmares, a empresa de TI informou que está trabalhando para confirmar a origem da alteração do conteúdo da Wikipedia. A Sepro destacou ainda que “alterações na Wikipédia, que foi criada com o objetivo de ser construída com conteúdo colaborativo, são permitidas para qualquer cidadão e o Serpro não tem gestão sobre a inclusão ou o compartilhamento de informações nesta plataforma”.

Em 2014, uma reportagem do jornal O Globo informou que nos primeiros três anos e meio de mandato de Dilma foram promovidas 170 modificações na Wikipédia a partir de computadores da Presidência da República.

A mais polêmica delas envolveu os perfis de Miriam Leitão e Sardenberg. Um dos trechos acrescentados afirmava que a colunista tinha considerado “temerário” o fato de o governo ter previsto um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 4,5% em 2010. “Contrariando o pessimismo de Miriam Leitão, o Brasil cresceu 7,5% naquele ano”, completava o texto.

Sardenberg era criticado por ter um irmão economista, que trabalhava para a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e por ter cometido “erros notáveis em suas previsões”.

Os dois jornalistas, entidades de defesa da liberdade de expressão e diversos partidos políticos reagiram contra o uso da estrutura governamental para promover ataques à imprensa.
 
←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SOARTE

RADIOSNET