Gilmar Mendes: “se Dilma tivesse cometido crime….” ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

Gilmar Mendes: “se Dilma tivesse cometido crime….”

 
 
Jornalismo é uma questão de oportunidade também. Foi o que o Cafezinho fez, ao contratar o jornalista Wellington Calasans, radicado na Suécia há muitos anos, para acompanhar Gilmar Mendes, ministro do STF e presidente do TSE, em evento realizado em Estocolmo. Foi, gravou e trouxe o resultado. Em uma passagem, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do TSE, , gaguejando -afinal, não estava diante dos jornalistas que conhece no Brasil – fala no condicional do possível crime da presidente afastada Dilma Rousseff:


"Veja, se ela também tivesse cometido o crime, ficasse flagrantemente provado que ela tivesse cometido o crime, e ela tivesse obtido 172 votos, ela também não seria processada".

Aparentemente, não importa a hipótese por ele levantada, que caso ela obtivesse os votos não estaria sendo processada. O que chama a atenção é um ministro do Supremo Tribunal Federal, considerado um “pitbull” ali colocado pelo presidente tucano Fernando Henrique Cardoso, admitir que “se ela também tivesse cometido o crime, ficasse flagrantemente provado que ela cometeu o crime…”.

Logo, podemos concluir, que, nem para Gilmar Mendes está flagrantemente provado o crime do qual acusam a presidente afastada.. Isso, convenhamos, é o que todos os que defendem o Estado Democrático de Direito estão falando. Não houve crime, mas um golpe político.

Mas, ainda assim, admitamos que houvesse o crime do qual ela está sendo acusada. Falta, como declarou o ministro, a prova flagrante. Como no Direito a dúvida sempre beneficia o réu, sem prova definitiva, a presidente afastada não pode ser punida. Tem que ser reconduzida ao cargo. A questão toda é saber:


E o Supremo, o que fará se um de seus membros já admite que não tem prova flagrante do crime que acusam a presidente de ter cometido? Vai deixar tudo como está, lavar as mãos como Pôncio Pilatos – o que tem feito até agora – e contribuir para o golpe se perpetuar?

Assista:




http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/239081/Gilmar-Mendes-%E2%80%9Cse-Dilma-tivesse-cometido-crime%E2%80%A6%E2%80%9D.htm
←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SERIPAN

SOARTE

RADIOSNET

Total de Transeuntes