Mirian Teodózio - O Homem que Anotava ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

Mirian Teodózio - O Homem que Anotava

Por Germana Pinto

Abordando temas simples, a poeta – como gosta de ser chamada – Mirian Teodózio em seu livro O Homem que Anotava, publicado em 2014, constrói uma poesia capaz de provocar sensações múltiplas ao longo de sua obra. Mirian nasceu em Maracanaú e escreve poesia desde os dez anos de idade. O livro é composto por 53 poemas escritos durante a sua pré-adolescência e adolescência. “Alguns são um tanto autobiográficos”, afirma. Segundo ela, os versos mais íntimos de sua obra primogênita são: 058, 2:53, Memorando e Passarinho. A morte aparece como tema frequente direta ou indiretamente em sua obra. A jovem diz que é impossível não escrever sobre a morte porque ela caminha sincronicamente ao lado da vida.

Mirian escolheu para título do livro um poema. “Conheci um professor num desses lugares que precisamos ir para nos sentir mais perto das pessoas. Ele contou que vivera uma situação tão ridícula que precisou anotá-la para não esquecê-la. Pronto! Aquilo me obrigou a escrever! Então surgiu O Homem que Anotava”.




(...)
Talvez o homem que anotava –Ainda anote em folhas sujas o choril.As saudades de quando a gente sonhavaCom os verdes campos e as auroras do Brasil.


“Quando escrevo, me sinto mais humana. Entendo que só assim posso fazer parte do mundo, mesmo que seja de um mundo por mim criado”.



Voa Borboleta amarela Mas antes me ensine a borboletear...

Os versos retirados do poema A Borboleta Amarela, perpassam o desejo de voar junto a uma borboleta, que, segundo a autora, pode ter tanta independência quanto os pássaros. Para a poeta, o poema às vezes é o retrato de um acontecimento/circunstância, assim, a Borboleta amarela realmente existiu, e, “como que por vontade divina, atravessou o meu caminho”. 


Mirian Teodózio afirma que não pretende parar de ‘poetar’ e que já tem outro livro poético em gestação. “Eu não penso em prosa, meus pensamentos me vêm em poesia”.


(...) 
Meus pensamentos São auroras.Vagando nas horasEm poucos momentos.Meus pensamentosSão versos.Eternos,Pensamentos.


“Desejo que os meus poemas sejam conhecidos. Todo escritor almeja por isso. Mirian tenta, em cada verso, fazer conhecer a poesia. O Homem que Anotava nada mais é do que um anúncio simbólico: Ela está aqui! 

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SOARTE

RADIOSNET