Mano Brown, Rappin' Hood, Renegado e nomes do Hip Hop dizem não ao golpe ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

Mano Brown, Rappin' Hood, Renegado e nomes do Hip Hop dizem não ao golpe

“Os articuladores do impeachment estão preocupados em chegar ao poder. Não estão preocupados com o povo brasileiro”, diz Mano Brown. Mais de 50 entidades e líderes ligados ao movimento Hip Hop divulgam manifesto contra o golpe: “Sempre que a Globo, a Veja e a Folha estiverem de um lado. Pode acreditar, nós estaremos do outro lado”

O rapper Mano Brown se pronunciou sobre a crise política no Brasil. Em entrevista à BandNews FM, o líder do grupo Racionais Mc’s afirmou que a oposição e aqueles que querem derrubar o governo da presidente Dilma Rousseff querem apenas trocar o comando, mas não estão verdadeiramente preocupados com os problemas do país.

“O triste é ver que eles não estão preocupados com Brasil. Eles estão preocupados em substituir quem está no poder”, afirmou o músico, da banda Racionais MC´s, um dos maiores sucessos do rap nacional.

Mano Brown afirmou que o começo do governo do ex-presidente Lula foi brilhante. “A ideia do Bolsa Família tirou o Brasil de uma condição e levou para outra”, afirmou.

Nessa época, diz ele, as pessoas se encheram de um orgulho de ser brasileiro. “Quando o Brasil pagou a dívida do FMI. Quando teve uma crise mundial e o Brasil passou por ela”, diz ele.

Mas, segundo o músico, essa estratégia foi sabotada por quem se sentiu prejudicado pelas novas divisões sociais mais igualitárias possibilitadas pelo governo Lula. “Nas novas divisões o dinheiro teve que ser repartido por pessoas que antes não comiam, não vestiam, não tinham vontade de viver mais”, afirmou o artista.

“Tem gente que vivia melhor antes. Vivia do privilégio e não da Justiça. E milhões de pessoas que viviam abaixo da Justiça, abaixo da humanidade”, declarou Brown.
Renegado

Em um depoimento comovente durante o ato realizado contra o golpe no Rio de Janeiro nesta segunda-feira, 11, o cantor e compositor de rap, funk, hip hop Flavio Renegado declamou um poema e afirmou: “A periferia está organizada. As comunidades nunca se calaram. O Brasil nunca ouviu as comunidades. Nós sempre sobrevivemos a tudo e vamos sobreviver ao golpe”.
Emicida

Nas últimas semanas, em vídeo que convocava a população a defender a democracia no Brasil, o rapper Emicida citou Malcolm X: “Se você não for cuidadoso, os jornais farão você amar os opressores, e odiar os oprimidos”.

Emicida continuou: “Sofremos muito para conquistar a democracia que temos hoje. Peço a todos muito calma, serenidade e inteligência nesses tempos difíceis. Golpe não é andar para frente”.
Criolo

No mesmo vídeo em que aparece Emicida, outro grande artista do cenário da música negra brasileira se posiciona contra o golpe. Para Criolo, o momento é de não abrir mão das conquistas históricas. “Não vamos abrir mão dos direitos que tanto lutamos para conquistar. É necessário, é urgente e é agora”, afirma o músico.
Rappin’ Hood

Rappin’ Hood já se manifestou diversas vezes contra o golpe e em defesa da democracia. Para ele, a tentativa de tirar Dilma Rousseff do poder, à força, tem a ver com as conquistas do povo pobre ao longo dos últimos anos.

Para o rapper, “alguém” está incomodado com o progresso da classe trabalhadora e dos mais pobres. “Não é por mal, mas são anos de injustiças sendo reparados, quer eles queiram ou não. Dilma foi eleita de forma legítima e terminará o mandato legitimamente. Eu não conheço terceiro turno”, ironizou.

Ao se referir à grande mídia, Hood disse que não é de hoje que os meios de comunicação manipulam o povo. “As pessoas não podem acreditar naquilo que veem na TV, elas têm que acreditar naquilo que veem nas ruas. As ruas dizem a verdade, a mídia não”.
Hip Hop contra o golpe

Diversos representantes do Movimento Hip Hop no Brasil divulgaram recentemente uma carta em defesa da democracia, frente às ameaças de golpe contra a legalidade institucional do país.

O documento afirma que “sempre que a Globo, a Veja, a Folha, a política e todos esses filhos da ditadura estiverem de um lado, nós estaremos do outro lado, do seu lado”, afirma, convocando “todas as manas e manos que vivem ou desenvolvem ‘arte-vismo’ nas periferias” a defenderem direitos democráticos.

A carta classifica como golpista as investidas da grande mídia, e de setores ligados ao capital, contra o governo da presidente Dilma Rousseff, eleita via processo eleitoral democrático constitucional.

“Quando homens sem caráter, que roubaram durante 500 anos riquezas da nação e tentam culpar a única mulher presidenta de nossa história, nós não vacilamos, lutaremos e diremos em alto e bom som: É GOLPE”, afirma o documento.





←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SOARTE

RADIOSNET