APEOC - 19 de abril: Assembleia vai definir se categoria deflagra greve ou não ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

APEOC - 19 de abril: Assembleia vai definir se categoria deflagra greve ou não

Está confirmada para o dia 19 de abril a realização de mais uma Assembleia Geral dos profissionais da Educação do Ceará para definir os rumos do estado de greve. No próximo encontro, professores e funcionários voltam a se reunir para decidir se deflagram ou não greve por tempo indeterminado.

A orientação foi definida na Assembleia da manhã desta sexta-feira (08) no ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza, cujo edital previa a votação do Indicativo de Greve. De acordo com o rito do processo de greve, os trabalhadores devem cumprir todos os prazos estabelecidos para resguardar a efetivação do direito de paralisação e não correr o risco da Justiça decretar ilegalidade, sem nem mesmo avaliar o mérito do movimento.

Em virtude dessas condições, após a aprovação do Indicativo de Greve será preciso cumprir um prazo mínimo de oito dias até uma nova assembleia para deflagrar ou não a greve. Se a categoria decidir pela paralisação no próximo encontro, os profissionais podem suspender as atividades após 72h.

Os trabalhos desta sexta-feira foram iniciados pelo presidente Anízio Melo, que teve que se ausentar no meio da manhã para viajar a São Paulo, onde participa de um ato da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação (CNTE) em defesa da Educação Pública e da Democracia. O vice-presidente, Reginaldo Pinheiro, conduziu as discussões ao longo da manhã e defendeu a legalidade do processo de greve como condição precípua para o sucesso do movimento.


←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SOARTE

RADIOSNET