Lava Jato faz sua primeira prisão no exterior ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

Lava Jato faz sua primeira prisão no exterior

O empresário Raul Schmidt foi detido pelas autoridades portuguesas em Lisboa, onde morava desde julho, quando teve sua prisão decretada. Investigadores apontam o brasileiro como sócio do ex-diretor da Petrobras Jorge Zelada (foto)

A força-tarefa da Operação Lava Jato prendeu, nesta segunda-feira (21), em Lisboa, o brasileiro Raul Schmidt Felippe Junior, acusado de ser um dos operadores do esquema de corrupção na Petrobras. Esta é a primeira prisão da Lava Jato no exterior, que chega, agora, à sua 25ª fase, batizada de “Polimento”. Ele estava foragido desde julho do ano passado.
Segundo o Ministério Público Federal, Raul Schmidt repassava propina aos diretores da estatal Renato Duque (Serviços), Nestor Cerveró e Jorge Luiz Zelada (da área Internacional), presos em Curitiba. O empresário é apontado como sócio de Zelada, apontado como um dos operadores do PMDB no esquema.

O apartamento em que o operador morava em Portugal, avaliado em 3 milhões de euros, também foi alvo de busca e apreensão. Os mandados foram cumpridos pela Polícia Judiciária e pelo Ministério Público português. De acordo com os investigadores, Raul Schmidt também “aparece como preposto de empresas internacionais na obtenção de contratos de exploração de plataformas da Petrobras”.

O Ministério Público Federal informou, ainda, que Raul, que tem nacionalidade brasileira e portuguesa, mudou-se para Portugal em julho do ano passado, após ter sua ordem de prisão expedida. Ele vivia, até então, em Londres, onde mantinha uma galeria de arte. O nome do acusado estava incluído desde outubro no alerta de difusão da Interpol.


←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SOARTE

RADIOSNET