STJ abre inquérito contra o governador Beto Richa ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

STJ abre inquérito contra o governador Beto Richa

O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), será investigado pela Operação Publicano, que apura um esquema de corrupção na Receita Estadual do estado do Paraná. De acordo com o jornal Gazeta do Povo, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) autorizou a abertura da investigação, a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), porque o governador foi citado nas investigações da Polícia Federal.

Com a abertura do inquérito, a PGR pode pedir o arquivamento sobre a atuação do tucano caso entenda que não há indícios de participação de Richa no esquema, ou apresentar denúncia contra o governador. Se a Procuradoria oferecer a denúncia, o STJ decidirá se abre a ação penal contra ele ou não.

A investigação chegou ao governador quando o principal delator do caso, o auditor fiscal Luiz Antônio Souza, disse ao Ministério Público de Londrina (PR) que a verba desviada da Receita Estadual abasteceu a campanha do tucano. Ele contou que pelo menos sete delegacias regionais da Receita Estadual arrecadaram um montante de R$ 4,3 milhões para a reeleição de Richa, em 2014.

Ainda segundo o delator, o esquema era conduzido pelo auditor fiscal Márcio de Albuquerque Lima, que foi delegado regional da Receita de Londrina entre janeiro de 2011 e junho de 2014 e depois foi nomeado inspetor-geral de Fiscalização da Receita, em Curitiba. Segundo a Gazeta do Povo, as investigações indicam que Lima seguia orientações de Luiz Abi Antoun, parente do governador.

De acordo com o jornal de Curitiba, o caso corre sob sigilo e não há detalhes sobre o procedimento no STJ.  A PGR, por sua vez, limita-se a afirmar que o inquérito foi aberto.  O delator está preso, mas, por colaborar com a Justiça, deve deixar a cadeia em meados deste ano.

O governador Beto Richa disse à Gazeta do Povo que aguardará o inquérito para se manifestar. As defesas de Lima e de Luiz Abi não falam com a imprensa. O diretório estadual do PSDB nega qualquer irregularidade na campanha eleitoral.

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SOARTE

RADIOSNET