Morre no Ceará a militante comunista Tânia Gurjão Farias ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

Morre no Ceará a militante comunista Tânia Gurjão Farias

Após 40 dias enfrentando uma infecção, morreu na manhã deste sábado (16/01), Tânia Gurjão Farias, lutadora das causas populares e da democracia. Mais que irmã de Bergson Gurjão Farias, guerrilheiro morto em combate na Guerrilha do Araguaia, Tânia superou a dor da perda e transformou a sua vida, ao lado da família, na luta pelo resgate da memória e da identificação do irmão.

Benedito Bizerril, vice-presidente estadual do PCdoB-CE, amigo e militante contemporâneo de Bergson e das irmãs Ielnia e Tânia, lamenta a perda da amiga. “Sua vida se confunde com a luta por mais justiça social e por democracia. Por muitos anos, lutou para trazer os restos mortais do irmão, história que marcou a trajetória de toda a família. Com o tempo, ainda mais integrada ao PCdoB, filiou-se ao Partido. Sempre dedicada, integrou-se às nossas atividades e ganhou a admiração de todos que tiveram a honra de conhecê-la. É, sem dúvidas, uma grande perda”. 


Amigo da família, o deputado federal Chico Lopes (PCdoB-CE) também recebeu com pesar a notícia da partida de Tânia. “Lamentamos profundamente a sua morte. Tânia teve grande participação para que seu o irmão, Bergson, fosse identificado e sepultado aqui. Ela sempre teve uma postura intransigente na defesa dos direitos humanos, passou por tanta coisa e disse a que veio. Certamente deixará muita saudade, mas acima de tudo o exemplo de estar ao nosso lado nos bons momentos e nos difíceis também”.



Carlos Augusto Diógenes (Patinhas), dirigente nacional do PCdoB e amigo pessoal de Bergson e de toda a família, destacou a trajetória de luta de Tânia. “Recebo com tristeza esta notícia. A vida dela pode ser resumida numa palavra: luta. Desde a juventude, contra a ditadura, para resgatar a memória do irmão, para trazê-lo para o Ceará e até o final da sua vida, ao longo de mais de 40 dias num leito hospitalar”. 



Patinhas recorda com emoção o dia em que foram trazidos os restos mortais de Bergson, quando, ao lado de toda a família, foram feitas inúmeras homenagens ao guerrilheiro cearense. “Estávamos todos lá para abraçá-los e demonstrar nosso carinho, respeito e admiração”. 



O amigo ratifica que toda a militância comunista solidariza-se com a família. “Não só Tânia e Bergson, mas Ielnia, Gessiner Júnior e Dona Luíza, contribuíram muito com nosso Partido. Neste momento de dor e de saudade, estamos unidos rendendo homenagens a esta guerreira que, consciente da luta do PCdoB, teve a vida dedicada à democracia, por um Brasil melhor. O sentimento é de gratidão por ter convivido com esta família tão especial e com Tânia, exemplo de luta”.



Saiba mais



Na cerimônia de sepultamento do irmão, em 2009, Tânia agradeceu o carinho de todos. Emocionada diante de tantas manifestações de apoio e das homenagens prestadas ao irmão, afirmou: “Amo todos vocês porque vocês amam meu irmão. Ele que só deixou bondade, não poderia receber outra coisa que não tanto carinho”.



Em 2014, Tânia Gurjão Farias filiou-se ao PCdoB. “Resolvi me filiar agora porque acho que ainda tenho tempo de ajudar. Quero compensar de alguma forma o que Bergson quis e não pode fazer pelo PCdoB. E ainda vai ser pouco”.



O velório será a partir das 8h do domingo (17/01), na funerária Ethernus (R. Padre Valdevino, 1688 – Aldeota), com missa a partir de das 14h30. Em seguida, o corpo seguirá para o cemitério Parque da Paz, onde será sepultado às 16h.


←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SOARTE

RADIOSNET