Laura Capriglione é agredida durante coletiva sobre reorganização das escolas de SP ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

Laura Capriglione é agredida durante coletiva sobre reorganização das escolas de SP

A jornalista Laura Capriglione, do grupo independente "Jornalistas Livres", foi agredida nesta sexta-feira (4/12) enquanto tentava ter acesso à coletiva de imprensa convocada pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) no Palácio do Governo. A entrevista abordava a suspensão da reorganização das escolas no estado de São Paulo.

Segundo o próprio coletivo, a jornalista teve seu acesso barrado à coletiva após se apresentar como membro do "Jornalistas Livres" aos seguranças do Palácio. Além dela, repórteres da CartaCapital e do Jornal dos Professores tiveram entrada negada após o anúncio.

À IMPRENSA, Laura comentou a ação dos seguranças. "Cheguei ao Palácio e os seguranças pediram o meu certificado de acesso à coletiva. Disse que era do 'Jornalistas Livres' e eles afirmaram que eu não poderia entrar. Decidi filmar o ato. Foi quando o segurança ficou apertando a minha mão dizendo que iria quebrar o meu celular. Foi uma agressão. Além disso, me impediram de exercer a minha profissão", comentou.

Ao comentar o caso, o coletivo criticou a forma como o governador lida com a imprensa. "Essa é uma clara demonstração de que Alckmin não aceita diálogo, tem conflitos com o exercício da imprensa democrática, da liberdade de expressão e de manifestação e está comprometido com veículos de imprensa da grande mídia".

 

http://portalimprensa.com.br/noticias/brasil/75530/laura+capriglione+e+agredida+durante+coletiva+sobre+reorganizacao+das+escolas

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SERIPAN

SOARTE

RADIOSNET

Total de Transeuntes