Cerveró reforça que esquema na Petrobras começou no governo FHC ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

Cerveró reforça que esquema na Petrobras começou no governo FHC

Segundo matéria publicada pela Folha de S. Paulo, o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró disse em depoimento a procuradores da Lava Jato que o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) recebeu US$ 10 milhões da multinacional Alstom durante o governo do tucano Fernando Henrique Cardoso (PSDB), entre 1999 e 2001. A afirmação reforça os depoimentos de outros delatores da Lava Jato, como Pedro Barusco, que apontam que o esquema de corrupção na Petrobras começou durante o governo FHC.

Na época, Delcídio ocupava a diretoria de Óleo e Gás da Petrobras por indicação de FHC. Cerveró, que foi indicado por Delcídio para ocupar uma das gerências, disse que o pagamento da Alstom foi por conta da compra de turbinas para uma termoelétrica que seria construída no Rio, a TermoRio, por US$ 550 milhões, no contexto do apagão que ocorreu no governo de FHC entre 2001 e 2002.

Vale destacar que a Alstom também é uma das investigadas no esquema do trensalão do governo tucano de São Paulo, esquema de propinas e fraudes em licitações no metrô, trens e setor de energia nas gestões do PSDB desde o governo de Mário Covas, em 1998, por coincidência ou não, mesmo período do esquema citado na Petrobras.

Diante dos fatos que aos poucos vem sendo revelados, os tucanos, que até poucos dias comemoraram a prisão de Delcídio, já estão de orelha em pé.

Segundo Cerveró, o valor foi pago porque a Petrobras tinha pressa em construir termoelétricas por causa do apagão que ocorreu no governo de FHC entre 2001 e 2002. Ainda de acordo com o depoimento de Cerveró, para executar o serviço a Alstom acionou o lobista Afonso Pinto Guimarães, que cuidava dos interesses da multinacional no Rio.

Cerveró disse que ele também recebeu suborno da Alstom na compra das turbinas por meio de pagamento de uma conta na Suíça, que foi uma das causas da abertura de um processo criminal naquele país. Cerveró fez um acordo com procuradores suíços e pagou multa.

http://www.m.vermelho.org.br/noticia/273880-1
←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SOARTE

RADIOSNET