Como interpretar a inédita correção do Globo na 1.a página. ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

Como interpretar a inédita correção do Globo na 1.a página.

Por Paulo Nogueira

Um mês depois de entrar com fanfarra no Globo, Lauro Jardim levou a maior bofetada de sua carreira neste domingo.

Com atraso, é verdade.

Numa inédita correção de primeira página, como se fosse um jornal escandinavo, o Globo desmentiu que Lulinha foi citado na delação premiada de Fernando Baiano.

Foi a primeira nota de Lauro no Globo, e ele avisou que ela ia provocar estrondo.

Provocou, mas não exatamente da maneira que ele imaginava. No curto espaço em que a informação sobreviveu, o colunista do Globo Jorge Bastos Moreno, um jornalista de bom coração que crê nos bons propósitos das empresas de mídia, saudou a estreia de Lauro como “triunfal”.

Talvez agora Moreno pudesse voltar ao assunto.

É uma errata histórica sob vários aspectos, não apenas para a reputação de Lauro.

Demonstra o acerto de Lula ao decidir, subitamente, processar jornalistas que publicam barbaridades sem prova contra ele.

Provavelmente o Globo quis dar uma advertência a Lauro, e aos demais jornalistas: prestem mais atenção ou vão terminar na primeira página, sob esculhambação.

Mas é também provável que os Marinhos tenham reagido à intensa reação de Lula na Justiça.

A confissão

A confissão

O episódio joga luzes também na ida de Lauro Jardim para o Globo.

O Globo, como todas as empresas, tem demitido levas de jornalistas, sob a pressão do avanço da mídia digital.

Por que contratar Lauro neste momento?

Há sempre a hipótese do antigo complexo de inferioridade da Globo em relação à Abril, mas não parece uma explicação forte o suficiente.

Existe também uma coisa prática: Lauro tem boas fontes no Ibope, e em seus últimos tempo na Veja vinha dando, com frequência, as estrepitosas quedas de audiência da Globo em tudo, das novelas ao Jornal Nacional.

É uma tradição da Globo comprar gente que a exponha. Paulo Francis foi um caso clássico. Contratado ele, cessaram suas críticas ferozes a Roberto Marinho, as quais começaram no Pasquim e se transferiram para a Folha depois.

Lauro, no seu novo endereço, parou de falar no Ibope da Globo, naturalmente. Suas fontes no Ibope não devem ter ficado exatamente felizes.

E fez o básico, no universo jornalístico destes dias: pôs foco em Lula. Nada agrada mais aos donos das corporações jornalísticas que ataques a Lula.

Na Veja, os donos não se importam sequer em saber se as denúncias são verdadeiras.

Mas o Globo ainda não chegou a este estágio de antijornalismo, pelo que se viu na inédita correção de primeira página.

O gesto do Globo pode antecipar também o direito de resposta, aprovado pelo Senado e na dependência de aprovação de Dilma.

Toda sociedade avançada, no mundo, tem vigorosos sistemas de resposta para erros da mídia.

A imprensa não está acima da sociedade, por mais que no Brasil ela se comporte como se estivesse.

Os cidadãos têm que estar protegidos de abusos. E não estão.

A proteção – o direito de resposta é um dos pilares dela, mas não o único – tem efeitos positivos até para jornais e revistas. Força-os a ser melhores, mais responsáveis, mais cuidadosos na hora de fazer uma denúncia.

Em pequena escala, é o que certamente acontecerá com Lauro Jardim no Globo depois da correção na primeira página.

Ele vai ser mais cuidadoso daqui por diante, mesmo quando se tratar de ataques à vítima prioritária da mídia, Lula

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/como-interpretar-a-inedita-correcao-do-globo-na-1-a-pagina-por-paulo-nogueira/

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SOARTE

RADIOSNET