5 dicas para o professor evitar estresse e esgotamento profissional ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

5 dicas para o professor evitar estresse e esgotamento profissional

Caracterizada por uma exaustão total, a síndrome de burnout é comum entre os profissionais de educação

Dificuldade para dormir, falta de ar frequente e problemas digestivos podem ser sintomas da síndrome de burnout. A doença é caracterizada por um esgotamento mental e físico ligados principalmente a uma vida profissional intensa que não deixa espaços para cuidar de si. A carreira de professor está entre as mais afetadas, principalmente pela grande responsabilidade que os docentes carregam.

Além do acompanhamento com um profissional da psicologia, há algumas estratégias que ajudam a não alcançar este ponto. Mary Beth Hertz, professora e colunista do site norte-americano Edutopia elaborou cinco dicas para que o professor se afaste da síndrome de burnout e para que o gestor ajude neste processo. Confira:

1 - Continue com sua "outra" vida
O balanço entre a vida pessoal e profissional é importante. Segundo Mary, principalmente no começo da carreira, os professores acabam passando madrugadas e fins de semana se dedicando às aulas. É importante ter momentos para se desconectar da carreira. Viagens e passeios com amigos de fora da escola são bons para relaxar.

2 - Renove-se e saia da rotina
De acordo com Mary, uma das formas de caminhar para o esgotamento é ficar preso na mesma rotina por muitos anos. Por isso, manter-se fresco lendo novas teorias sobre educação e conversando com profissionais que têm outras práticas pode ajudar a não chegar ao estresse extremo.

3 - Cultive conexões
Mary ainda alerta que o isolamento é um fator que frequentemente leva ao esgotamento profissional. Por isso, se sentir parte do time dos professores de sua escola ou região pode ajudar a tornar o dia a dia menos estressante. Com esse intuito, os gestores podem reservar um tempo de trabalho dos educadores para socialização e compartilhamento de experiências.

4 - Se mantenha leve
Agregue o humor e as risadas à sala de aula. Manter a expressão séria durante todo o tempo é difícil e pode tornar o dia a dia menos agradável. Os momentos que exijem seriedade existem, mas a colunista recomenda que o professor não se limite por causa deles.

5 - Gestores, incluam o professor nas mudanças da escola
A ameaça de mudanças pode causar apreensão entre os profissionais. Se estes processos forem transparentes por parte da gestão da escola, o medo das mudanças não será mais um dos fatores que causam estresse para o educador.

http://www.revistaeducacao.com.br/textos/0/5-dicas-para-o-professor-evitar-estresse-e-esgotamento-profissional-365323-1.asp

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SOARTE

RADIOSNET